fbpx

‘Vovó’ russa de 91 anos decidiu conhecer o mundo sozinha

Você já ouviu falar no ditado “antes tarde do que nunca”? Ao que parece, a russa Elena Erkhova decidiu levá-lo a sério e optou por viajar pelo mundo por conta própria aos 91 anos de idade. Nascida em Krasnoiarsk em 1928, a idosa acabou falecendo em 2019, mas não sem deixar um enorme legado de aventura e disposição. 

Chamada de “Baba Lena”, Erkhova conquistou o coração de milhares nas redes sociais quando passou a divulgar suas imagens explorando o interior da Rússia e tantos outros cantos espalhados pelo planeta. Então, venha conhecer um pouco mais dessa história inspiradora!

Conhecendo o mundo

(Fonte: Elena Erkhova)
(Fonte: Elena Erkhova)

Se hoje viajar pelo mundo durante a pandemia parece um sonho distante, houve um tempo onde tudo isso era possível e Baba Lena fez questão de aproveitá-lo. Ao que tudo indica, Elena sempre foi uma grande viajadora e adorava explorar novos lugares, mesmo que isso se restringisse a permanecer dentro do território da antiga União Soviética.

Durante os anos 1970, quando ainda tinha seus 40 anos, Erkhova teve sua primeira oportunidade de viajar para fora do seu país de origem. Na época, ela pode conhecer a cidade de Praga, a Polônia e também o leste da Alemanha — alguns dos poucos lugares permitidos como destino de viagem para os soviéticos.

Mesmo apaixonada por se aventurar, foi apenas aos 83 anos que a russa conseguiu estabilidade financeira para seguir seu sonho e conhecer o mundo. Em antiga entrevista para o Ananova, Lena disse ter chegado em um ponto na vida onde precisou pensar “Bem, por que não viajar?”

Lembranças felizes

(Fonte: Elena Erkhova)
(Fonte: Elena Erkhova)

Para conseguir pagar suas viagens, a vovó russa precisou achar fontes adicionais de renda que somassem ao seu salário como aposentada. Foi então que ela passou a vender flores e alguns artigos de crochê para salvar dinheiro e seguir adiante com suas aspirações.

Mesmo aos 91 anos, Baba Lena sempre se mostrou muito ativa durante seus passeios pelo planeta. Além de sempre comparecer aos passeios turísticos, Erkhova também foi vista andando de camelo em Israel e até mesmo andando de moto no Vietnã. 

Foi nessa época que seu neto decidiu criar diversas contas pelas redes sociais para divulgar suas incríveis viagens. Desde o seu falecimento em 2019, os perfis se mantiveram ativos como uma forma de honrar o legado dessa incrível mulher aventureira.

More in Fatos&Fatos.com