Touro de Creta – História e simbolismos desse monstro mitológico

Em primeiro lugar, o Touro de Creta faz parte da mitologia grega. Nesse sentido, essa figura mitológica surgiu a partir de um pedido do rei Minos, da Ilha de Creta. Basicamente, Minos decidiu orar para Poseidon porque queria confirmar a vontade divina de que ele fosse um governante legítimo.

Sendo assim, decidiu orar para que os deuses atendessem qualquer pedido seu. Como consequência, cumpriu rituais em nome de Poseidon jurando que faria um sacrifício divino em homenagem ao deus dos mares. Para isso, utilizaria qualquer oferenda que surgisse no território de Creta.

Desse modo, Poseidon criou da espuma do mar um touro espetacular, que além de dócil apresentava chifres de ouro e cascos de bronze. A partir disso, surgiu o conhecido Touro de Creta. Entretanto, o rei Minos ficou apaixonado pela beleza e poder do animal, e decidiu enganar o deus dos mares. Em outras palavras, a mitologia desse monstro mitológico começa propriamente desse ponto.

Mito do Touro de Creta

Porque estava encantado com o animal, o rei Minos decide não sacrificá-lo. Porém, manda seus lacaios esconderem o animal dentre os outros de seu rebanho e acaba sacrificando um touro comum. Consequentemente, Poseidon descobre sua traição e decide vingar-se duplamente do traidor.

Dessa forma, o deus dos mares iniciou sua vingança transformando o touro manso em uma fera sanguinária e destrutiva. Ainda que a mudança não atingisse diretamente o rei Minos, foi o suficiente para criar um caos na Ilha de Creta. Em especial, o Touro de Creta agora atacava cidadãos, destruía plantações e assustava os viajantes.

Contudo, esse ato não foi o bastante. Além disso, Poseidon fez com que a rainha Pasífae, esposa de rei Minos, se apaixonasse pelo touro. Sendo assim, a mulher abandona sua família e persegue a fera intensamente. Eventualmente, ambos deram origem posterior ao monstro conhecido como Minotauro, cujas características principais envolvem um corpo meio humano e meio animal.

Apesar dessa vingança ter surgido como uma lição, o Touro de Creta tornou-se um pesadelo na região do Peloponeso. Portanto, o rei Euristeu de Micenas decide ordenar que o herói Hércules resolva o assunto. A princípio, Hércules havia sido enviado por Zeus para cumprir doze tarefas, a fim de comprovar seu valor e coragem enquanto um herói do Olimpo.

Resumidamente, Hércules teria que buscar o Touro de Creta com vida ao reino de Euristeu. Entretanto, precisaria atravessar o mar Egeu e retornar com o animal, o que aumentou o nível de dificuldade do desafio. Apesar de solicitar ajuda ao rei, o governador de Micenas nada o ofereceu se não a permissão para executar a missão. Desse modo, Hércules partiu para sua sétima tarefa.

Touro de Creta - história e simbolismos desse monstro mitológico
Fonte: Mitando

A sétima tarefa de Hércules

Antes de mais nada, Hércules conseguiu cumprir a missão e retornar com o Touro de Creta para Micenas. Entretanto, toda a jornada envolveu longos dias de luta árdua contra o animal, acompanhando seus hábitos e criando estratégias para o aprisionar. Porque sua tarefa envolvia levar o monstro vivo, incontáveis desafios surgiram no caminho.

Nesse sentido, Hércules dominou o touro pelos chifres e o levou em direção ao rei Euristeu, atravessando novamente o mar Egeu por conta própria. A fim de se compreender o que significava a travessia, historiadores estimam que o percurso completo que o herói cumpriu tinha mais de 100km.

Eventualmente, o apresentou ao rei de Micenas, que por sua vez tentou sacrificar o animal em homenagem à deusa Hera. Contudo, a deusa não queria nada relacionado à Hércules, e negou o sacrifício. Por fim, decidiram soltar o Touro de Creta em uma região distante, mas o monstro mitológico acabou causando grandes estragos por todo o Peleponeso.

Apesar disso, outros mitos narram que o herói ateniense Teseu se encontrou com o Touro de Creta novamente em Ática. Porém, dessa vez o animal foi morto em uma batalha sangrenta.

Touro de Creta - história e simbolismos desse monstro mitológico
Fonte: Wiki Fandom

Atribuições e simbolismos do Touro de Creta

No geral, o mito do Touro de Creta é uma lição sobre da ganância dos homens. Em especial, as ações do rei Minos em relação aos deuses e os resultados por meio da vingança de Poseidon. Além disso, existe um fundo de moral sobre o respeito aos deuses, pois além de criaturas poderosas estes podem punir os mortais por suas ações.

Por outro lado, a narrativa de Hércules em sua jornada para capturar o Touro representam o ideal de coragem. Para além de ser um herói do Olimpo, a figura humana dessa figura mitológica busca o aproximar dos seres humanos, como forma de transmitir lições. Sendo assim, sua jornada pelo mar Egeu e as batalhas para capturar o animal surge como inspiração de força.

Curiosamente, o Touro de Creta também é associado à constelação de Touro. Nesse sentido, a constelação apresenta o formato da cabeça, ombros e membros anteriores do animal, em uma postura de ataque. Ademais, o desenho da constelação o apresenta submerso na água, o que tende a estar associado à criação do monstro mitológico, tendo em vista que ele surgiu do mar.

E aí, gostou de saber sobre o Touro de Creta? Então leia sobre Ishtar – Origem, mito e características da deusa do amor mesopotâmica

Fontes: Spartacus Brasil | Mitando | Grécia Antiga | Mitologia Helênica

Imagens: Mitando | Wiki Fandom | Mito + Graphos Mitando Mitologia

More in Fatos&Fatos.com