Sapo, perereca e rã – Como diferenciar cada um desses anfíbios

Sapo, perereca e rã são animais anfíbios, que vivem parte de sua vida em ambiente aquático, na fase larval, e outra parte em ambiente terrestre, na fase adulta. Além disso, são chamados de anuros, ou seja, são animais sem cauda. Ademais, no Brasil existem cerca de 800 espécies de anfíbios, sendo o grupo dos anuros o mais diversificado.

No entanto, muitas pessoas não conseguem diferenciar um do outro, inclusive, alguns acham que os três se trata do mesmo animal. Em suma, o grupo do sapo, perereca e rã está distribuído pelo planeta, com exceção da Antártida. Além disso, são animais essenciais na cadeia alimentar, principalmente por controlarem a quantidade de insetos da região.

Enfim, cada sapo, perereca e rã possui suas próprias características e diferenças. Por exemplo, as rãs e pererecas não são as fêmeas do sapo, na verdade, existe o sapo macho e sapo fêmea. Da mesma forma que existe rã macho e rã fêmea, perereca macho e perereca fêmea. Cada um possui diferenças quanto sua morfologia, habitat e comportamento.

Sapo, perereca e rã: principais diferenças

Sapos

Ciência na Rua

Sapo, perereca e rã são anfíbios anuros, no entanto, os sapos são espécies da família dos bufonídeos (Família Bufonidae), podendo medir entre 2 e 25 centímetros. Ademais, uma das diferenças mais visíveis é sua pele, que é mais seca e rugosa, são mais volumosos e possuem patas curtas. O que impede que os sapos saltem a grandes distâncias, preferem ambiente terrestre. Porém, procura o ambiente aquático na época de reprodução.

Por fim, o sapo apresenta glândulas paratoides que são produtoras de veneno localizada próxima à região dos olhos, que, ao ser pressionada libera uma substância tóxica. No Brasil, a espécie mais comum é o Bufo marinus, conhecido como sapo-cururu.

Perereca

Jornal Correio

A perereca, um anfíbio anuro, possui diversas famílias, sendo as mais comuns a família Hylidae, Centrolenidae e Hemiphractidae. Em comparação ao sapo e rã, a perereca é a menor de todos, porém, tem a pele lisa e úmida como a da rã. Ademais, a perereca pode medir até 10 centímetros, também possui ventosas em suas patas que a ajuda subir pelas paredes e em árvores.

Além disso, as pererecas se apresentam mais coloridas e com olhos esbugalhados, além de serem capazes de realizar grandes saltos. Por fim, as pererecas não gostam de lagoas, preferem viver em árvores, além de serem facilmente encontradas em banheiros, pois gostam de lugares úmidos.

– Sapo, perereca e rã: características da Rã

Escola Britânnica

Entre os anfíbios anuros, sapo, perereca e rã, apenas a rã é utilizada na culinária. Devido sua carne ser suave e nutritiva, é bastante apreciada, cujo sabor lembra a carne de frango.

Em suma, a rã possui pele lisa, fina, úmida e brilhante, cintura robusta e pernas muito longas. O que possibilita saltos de até 1,5 metros de comprimento e 70 centímetros de altura. Além disso, apresenta membranas nas patas que funcionam como pé de pato, o que as torna ótimas nadadoras.

O Município

Ademais, as rãs podem ser encontradas em diversas famílias, sendo as principais as famílias Leptodactylidae, Leiuperidae, Cycloramphidae e Ranidae, podendo medir entre 9,8 milímetros e 30 centímetros. Diferente dos sapos, as rãs gostam de viver próximas a lagos e lagoas. Por fim, as rãs possuem toxinas, que estão localizadas na região das costas.

Então, agora você vai conseguir diferenciar sapo, perereca e rã. Se gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Todo sapo é venenoso? Como identificar os venenosos e o que fazer.

Fontes: Brasil Escola, Só Biologia, Prepara Enem, Escola Kids

Imagens: Youtube, Ciência na Rua, Jornal Correio, O Município, Escola Britânnica

More in Fatos&Fatos.com