Quais são os efeitos da positividade tóxica no trabalho ou na escola?

Apesar de todos os benefícios que nos podem ser trazidos pelo otimismo, no pensamento positivo que libera neurotransmissores que causam euforia, recompensa e satisfação, é preciso estar atento ao fato de que, muitas vezes, a positividade tóxica ignora emoções ruins e pode trazer muitas consequências semânticas, negativas.

Culpa, vergonha, falta de empatia, desenvolvimento e crescimento profissional prejudicado, incluindo consequências, como aumento de ansiedade e seus reflexos na saúde mental, podem ser encarados como efeito espelhado do comportamento na escola e até mesmo no trabalho, já que emoções negativas nos levam a dimensões curativas sobre nossos comportamentos.

Quando entramos em contato com nossa realidade e o que podemos fazer para performarmos melhor, a tendência é de ampliação de nossa “biblioteca comportamental” tendo um maior e melhor repertório de ações para a vida.

Precisamos aprender a lidar com experiências ruins e dolorosas, pois senti-las e tratá-las resulta em experiência e melhores opções para melhores resultados. A percepção do outro sobre si e até de si mesmo e como se vê de verdade.

A rede social traz a semântica fantasiosa causadora do egoísmo, falta de empatia e outros indícios narcísicos. Reforço que o mais importante é tentar alertar amigos e familiares a não caírem nas armadilhas da positividade tóxica. O mais importante é entender os limites do outro.

Lembre que uma pessoa com olhar de extrema positividade acaba ignorando os riscos envolvidos. A inteligência deriva principalmente da capacidade de análise de todo um panorama, seja negativo e positivo para o processo individual, levando a evolução da sociedade, que retorna e reflete em si mesmo.

***

Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, colunista do Mega Curioso, é PhD em Neurociências; mestre em Psicologia; Pós Graduado em neuropsicologia, entre outras pós graduações; licenciado em Biologia e em História, tecnólogo em antropologia, jornalista, especializado em programação Python, Inteligência Artificial e tem formação profissional em Nutrição Clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; membro ativo da Redilat; chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, cientista no Hospital Martin Dockweiler, professor e investigador cientista na Universidad Santander de México, diretor da MF Press Global, membro da Sociedade Brasileira de Neurociências e da Society for Neuroscience, nos Estados Unidos; membro da Mensa International, Intertel e Triple Nine Society (TNS), associação e sociedades de pessoas de alto QI, esta última TNS, a mais restrita do mundo; especialista em estudos sobre comportamento humano e inteligência com mais de 130 estudos publicados.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.