Porque a folha da sua planta está com a ponta marrom

Ter plantas em casa se tornou uma prática comum nos últimos anos, fator amplificado com a pandemia. E não são poucos os relatos de pessoas que, ao regar sua plantinha, aparentemente saudável, nota pontas marrons nas folhas de seu pequeno ser vivo feito de celulose e clorofila.

A angústia de pensar que sua planta pode estar doente e morrer é uma sensação comum, mas vamos te explicar o que as manchas/queimaduras significam e o que fazer para que elas desapareçam.

Cuidado com a salinidade

(Fonte: Research Gate)(Fonte: Research Gate)

Não podemos regenerar as partes queimadas das folhas de uma planta, mas podemos previnir para não chegar a acontecer. Um ponto a ficar atento é a salinidade, que pode vir do ar, do substrato ou da água. Ela prejudica o equilíbrio entre sal e água da planta e a difusão da seiva.

A presença de sal reduz a absorção e a transpiração de água, de modo que a planta sofre com o acúmulo de líquido. É como se estivéssemos dando água marinha para as plantas. Logo, se a água que utilizamos está com salinidade em excesso, estamos a desidratando.

Se você mora em cidades litorâneas, opte por espécies adaptadas à maresia. Cuide do excesso de adubação. Outra dica é não usar água rica em sais minerais. E por mais óbvio que possa soar, não esqueça de fazer uma rega bem feita, que molhe o substrato por completo.

Leia também: Como usar borra de café nas plantas?

Baixa umidade no ar

(Fonte: Adobe Stock)(Fonte: Adobe Stock)

As espécies de plantas mais cultivadas dentro de residências são as tropicais, originárias de florestas quentes e úmidas. Elas se adaptam com mais facilidade em condições de baixa luminosidade, comum dentro de casa.

Entretanto, enquanto a umidade em uma floresta fica entre 60 e 90%, dentro de casa esse valor fica entre 20 e 40%. Por sorte, as pontas das plantas queimadas é de fácil solução. Você pode utilizar umidificadores de ambiente. O ideal é posicioná-los próximos às plantas, cuidando para manter boa ventilação no local.

Utilizar pratos com pedras sobre os vasos também ajuda. Por último, se possui o hábito de usar ar-condicionado, cuide para que as plantas que necessitam de muita umidade não estejam no mesmo ambiente.

Excesso de frio, de calor ou de vento

(Fonte: LC Sun News)(Fonte: LC Sun News)

Ainda que o inverno no Brasil não seja uma estação muito rigorosa, temperaturas muito baixas, como em regiões onde ocorrem geadas, podem provocar queimaduras e pontas ressecadas.

O calor também pode ser perigoso para plantas de clima temperado e subtropical que não conseguem transpirar o suficiente para eliminar o excesso de calor. Nesse caso, evite plantá-las em posição que pegue sol o dia todo.

De maneira semelhante, a brisa fresca e suave é aliada das plantas. Porém, o excesso de vento pode levar ao ressecamento de folhas delicadas. Em casa, é importante evitar colocar as plantas em locais sujeitos a correntes de vento, evitando que elas se desidratem.

Não corte folhas queimadas

(Fonte: Charleston Crafted)(Fonte: Charleston Crafted)

Ver as pontas manchadas ou queimadas de nossas plantinhas pode criar o ímpeto de cortar fora essas partes. O problema é que, ao fazer isso, você cria novas feridas que, ao cicatrizar, acabam também secas, tornando os cortes uma necessidade recorrente, principalmente quando não atacamos as causas.

O primeiro passo é sempre descobrir a causa e tratá-la. Após isso, se você acreditar que fazer essa poda vai dar um melhor aspecto às suas plantas, corte as pontas queimadas/manchadas em um ponto dentro da área queimada/manchada. Não ficará perfeito, mas é a maneira mais saudável de manter suas plantas bonitas.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.