Os 6 principais filósofos do século XXI

Quando pensamos em filosofia, logo temos em mente nomes do passado como Aristóteles, Platão, Adorno, Nietzsche e por aí vai. Porém, continuamente esquecemos que a sociedade segue produzindo nomes relevantes até os dias de hoje e o que não falta no mundo são filósofos contemporâneos.

Então, independente de estarmos no século XXI, ainda temos vários pensadores relevantes que permanecem vivos em tempos modernos e precisamos valorizá-los. Será que você tem algum nome em mente? Pensando nisso, nós separamos uma lista com seis filósofos relevantes que seguem nos banhando com conhecimento até hoje ou que tiveram grandes contribuições nesse século. Olha só!

Leia também: Quem foi Platão e por que ele é importante até hoje?

1. Christina Hoff Sommers

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Nascida nos Estados Unidos, Christina Hoff Sommers é uma escritora e doutora em filosofia bastante conhecida por suas críticas ao feminismo antigo, com ideias revolucionárias sobre o assunto e a respeito dos direitos das mulheres. Sua visão contemporânea traz uma visão mais moderna para o movimento.

Seus livros Quem matou o feminismo? Como mulheres traíram as mulheres (1995) e A guerra contra os meninos (2000) são as obras que fizeram maior sucesso. Para alguns, Sommers pode ser vista até mesmo como antifeminista, mas a própria autora se declara uma feminista racional com a capacidade de discernir que os gêneros são iguais, mas possuem suas especificidades. 

2. Marshall Berman

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Apesar de ter morrido em 2013, Marshall Berman foi um importante filósofo do século XXI. Nascido em 1940, o escritor e filósofo norte-americano seguia a linha marxista de pensamento. Em seu livro Tudo que é sólido desmancha no ar (1982), ele referencia Karl Marx e Friedrich Engels com análises a respeito do pensamento de outros filósofos e a época em que estavam inseridos. 

Vale ressaltar que o pensador também desenvolveu inúmeros artigos ao longo da sua vida e obteve grande sucesso através de outros dois livros — Aventuras no Marxismo (2001) e Um século em Nova York (2009).

3. Antonio Negri

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Atualmente com 88 anos, o filósofo e militante político italiano Antonio Negri ganhou fama no início do século com seu livro Império (2000). Essa obra foi interpretada como um movimento antiglobalista e inclusive recebeu uma sequência em outro livro denominado Multidão (2005).

Negri, assim como Berman, era um estudioso de diversas correntes de pensamento que incluíam Marx, Descartes, Kant, etc. No entanto, seus estudos mais famosos entre universitários estão ligados a obra de Baruch Espinoza, um filósofo holandês relevante dentro do racionalismo.

4. Jürgen Habermas

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Entre todos os filósofos vivos até hoje, Jürgen Habermas provavelmente é o mais importante de todos. O alemão focou os seus estudos na Teoria da Ação Comunicativa, em que gerou várias reflexões sobre a democracia e a política contemporânea.

Habermas é um importante nome da segunda geração da Escola de Frankfurt — essencial para o contexto de uma nova filosofia. Atualmente com 92 anos, Habermas já foi diretor do Instituto Max Planck de Ciências Sociais e construiu uma grande carreira desde a década de 1960. 

5. Thomas Nagel

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Professor de filosofia e direito na Universidade de Nova York, onde estabeleceu um “lar” intelectual desde 1980, Thomas Nagel se firmou como um nome influente através da sua obra Como é ser um morcego? (1974) e abriu novas maneiras pelas quais os filósofos veem a mente humana.

Suas principais críticas são voltadas ao chamado “reducionismo”, a visão de que os estados mentais são, de uma forma ou de outra, apenas cérebro e estados físicos. 

6. Noam Chomsky

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Considerados por muitos o “pai da linguística”, Noam Chomsky é autor de mais de 100 livros sobre temas variados, como política, linguística e guerra. Nascido nos Estados Unidos, ele se moldou como uma personalidade multitalentosa e bastante popular na filosofia analítica.

Além de influenciar uma ampla gama de campos acadêmicos, ele também contribuiu para o desenvolvimento do cognitivismo.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.