O que teria causado a morte de centenas de aves no México?

Do nada, centenas de pássaros simplesmente caíram mortos na cidade de Cuauhtémoc, no norte do México. A imagem chocante viralizou nas redes sociais e levantou suspeitas sobre o que poderia ter acontecido — inclusive bizarras teorias conspiratórias que culparam o sinal de 5G.

Contudo, a explicação pode ser bem mais simples e bem menos empolgante do que as várias hipóteses levantadas pelos internautas. Assista ao vídeo:

Hipótese 1: poluição

Uma possível resposta para a morte súbita dos melros-de-cabeça-amarela seria envenenamento causado pela poluição do ar. Pelo clima estar frio na região em que o fato ocorreu, o uso de aquecedores movidos a queima de lenha é comum na cidade. Além do mais, os pássaros também podem ter sido intoxicados por agroquímicos usados em lavouras próximas. O clima frio poderia ter intensificado a concentração dessa poluição no ar, matando os animais.

Hipótese 2: choque elétrico

A segunda hipótese sugere que as aves morreram ao ter contato com alguma linha de energia elétrica. Apesar de o fato ocorrido no México ter gerado uma imagem rara, é comum que pássaros descansem em fios energizados.

Na maioria das vezes, esse descanso não causa nenhum problema porque as patas dessas aves costumam ser curtas. Isso impede que o animal toque em outra coisa que não seja o cabo eletrificado. Assim, não há Diferença de Potencial (DDP) entre dois pontos.

Porém, se o animal encostar em algum outro objeto que não seja o cabo elétrico, ele sofrerá um choque. Pode ter sido o que ocorreu com os passarinhos do vídeo.

(Fonte: Polícia de Chihuahua/Reprodução)(Fonte: Polícia de Chihuahua/Reprodução)

Hipótese 3: colisão após perseguição de predador

Essa hipótese foi levantada pelo Dr. Richard Broughton, ecologista do Centro de Ecologia e Hidrologia do Reino Unido, em entrevista ao jornal britânico The Guardian. Ele sugere que os animais estavam sendo perseguidos por uma ave predatória, como um falcão.

Isso teria obrigado os animais a fazer manobras no céu para tentar fugir — o que, segundo o Dr. Richard, explica o movimento feito em conjunto pelas aves. “Você pode ver que eles agem como uma onda no início”, afirma o pesquisador.

Ao tentar fugir, os pássaros colidiram com estruturas da cidade e entre si, o que pode ter causado as mortes. Em 2019, 225 estorninhos morreram dessa forma no norte do País de Gales.

More in Fatos&Fatos.com