O que é uma reação em manada e por que nós a seguimos?

Você já deve ter visto documentários sobre a vida selvagem, certo? Além de belas paisagens, esses programas mostram o comportamento dos animais — que parecem ser muito distantes dos nossos, certo?

A questão é que nós, humanos, não somos tão diferentes desses bichos. Isso é tão verdade que a psicologia se dedica a estudar o chamado comportamento de reação em manada”, uma conduta que pode fazer com que você caia em golpes, perca sua individualidade e esteja disposto a fazer loucuras em nome de algo “maior”.

Entendendo o que é o comportamento de reação em manada

(Fonte: Pxhere)(Fonte: Pxhere)

Você já deve ter visto cenas de torcidas de futebol brigando, certo? Em muitos casos, a escalada de violência é tão grande que nos perguntamos o motivo pelo qual essas pessoas saem de casa para colocar a própria vida em risco. No entanto, esse é um exemplo de comportamento de manada e, acredite, não é exclusividade do esporte.

No texto “Psicologia e Análise do Ego”, Freud explica que um grupo tem três características fundamentais:

  1. Um ideal comum entre todos os membros;
  2. Interação em forma de rivalidade com grupos semelhantes;
  3. Estrutura hierárquica bem-definida. Ou seja, todos do grupo sabem quem manda.

Isso significa que quando estamos em um grupo e queremos permanecer nele, é necessário que apaguemos traços da nossa personalidade que poderiam causar conflitos.

Contudo, isso nem sempre é algo intencional, mas uma condição que vai acontecendo com o passar do tempo. Se todas as pessoas do grupo acharem que a maçã é a melhor fruta que existe, eliminando do grupo quem pensa diferente, com o passar do tempo ninguém mais questionará essa informação.

Reação em manada e as redes sociais

(Fonte: Pxhere)(Fonte: Pxhere)

Reunir um grupo de pessoa sempre foi algo físico, até o surgimento das redes sociais. Agora, pessoas de todo mundo podem trocar informações sem sair de casa, o que é ótimo, desde que você tome cuidado para não ser manipulado pelos algoritmos.

Com o maior uso das redes sociais, o comportamento de manada vêm acontecendo mais frequentemente. Por exemplo: você já sentiu vontade de comentar uma notícia porque todo mundo só fala disso? Pode ser uma fofoca sobre uma celebridade que você nem conheça ou uma guerra distante que você não tenha entendido.

Se todas as pessoas do seu ciclo social tiverem uma opinião sobre aquilo é provável que você demonstre a mesma opinião, para não desagradar esses indivíduos ou porque você simplesmente não tem outra opinião para basear a sua própria.

Uma reportagem da BBC Brasil mostrou que políticos usaram a estratégia do efeito manada, usando perfis fakes disseminando informações falsas, para “bombar” os posts de suas campanhas, refutar críticos nos comentários e, assim, conseguir aumentar o grupo de apoiadores verdadeiros nesses espaços. Desde então, Facebook e Twitter têm derrubado perfis falsos usados para manipular o debate público — alguns deles ligados a partidos políticos.

Então, antes de você reagir indignado a alguma publicação, questione-se: essa opinião é realmente sua, ou será que você só está seguindo a manada de internautas?

More in Fatos&Fatos.com