O Homem do Machado – Conheça a história do assassino de Nova Orleans

Em primeiro lugar, O Homem do Machado de Nova Orleans foi um serial killer famoso na história dos Estados Unidos. Porém, há uma peculiaridade sobre esse caso, pois o assassino poupava a vida dos amantes de jazz. Desse modo, estima-se que no período de sua atividade, as casas e bares tocavam as músicas mais por medo do que por paixão ao gênero.

Apesar de ser considerada o berço cultural do jazz, Nova Orleans lidou com o criminoso entre maio de 1918 e outubro de 1919. Nesse sentido, a excentricidade do assassino estava relacionada ao gênero musical. Sendo assim, estima-se que ele até mesmo tenha mandado uma carta para um jornal local avisando que as casas que estivessem tocando jazz não seriam atacadas.

Contudo, o Homem do Machado teve um fim misterioso, com uma identidade que nunca foi oficialmente revelada. Ademais, deixou onze vítimas, em sua maioria italianos, o que levou a polícia a acreditar por um tempo que ele fosse ligado à máfia. No entanto, o criminoso não tinha restrições quanto a mulheres ou crianças, sendo um verdadeiro mistério não resolvido na história.

Quem era o Homem do Machado?

Primeiramente, como o nome sugere, o Homem do Machado tinha machado como arma característica e favorita para suas atrocidades. Contudo, o mapeamento de suas vitimas e as perícias mostram que ele nunca chegou a usar o instrumento, apesar de carregá-lo consigo. Nesse sentido, a maioria dos crimes acontecia com uma machadinha, navalha e o que mais estivesse disponível.

Além disso, apesar de ter atacado diversas pessoas e ter deixado onze vítimas fatais ao longo do tempo de atividade, o serial killer nunca foi preso. No entanto, a maioria das descrições o apontavam como um homem de pele escura, corpulento e utilizando um chapéu invertido.

Como consequência, os policiais e as autoridades investigativas tentaram criar uma rede de suspeitos. Porém, grande parte da população de Nova Orleans cabia nessa categoria, principalmente os artistas de jazz. Sendo assim, apesar das inúmeras tentativas e interrogatórios, os esforços foram frívolos.

Curiosamente, até mesmo uma das vítimas do Homem do Machado foram enquadradas como suspeito, como aconteceu com Louis Besumer. Logo em seguida, o caso foi engavetado e por falta de evidências.

O Homem do Machado - conheça a história do assassino de Nova Orleans
Fonte: Aventuras na História

Os crimes

No geral, os casos envolviam corpos com as gargantas cortadas dentro de casa. A princípio, o primeiro caso aconteceu no dia 22 de maio de 1918, com o dono da mercearia italiana Joseph Maggio e sua esposa Catherine.

Basicamente, ambos foram encontrados em suas camas rodeados por uma extensa poça de sangue. Em resumo, os irmãos de Joseph os encontraram mortos, com as gargantas cortadas com uma lâmina de barbear durante o sono. Ademais, a cabeça de ambos havia sido esmagada com um machado.

Por outro lado, o machado utilizado foi abandonado no banheiro e a arma do crime deixada no jardim do vizinho. Além disso, nenhum item de valor foi roubado, com a casa permanecendo intacta porque o criminoso entrou pela porta dos fundos.

Contudo, grande parte dos casos estavam conectados por um homem que havia entrado nas propriedades de comerciantes à noite batendo na porta de fundo. Desse modo, a pessoa em questão havia sido agredida e parecia ter se vingado de cada comerciante os matando em suas residências. Além disso, mulheres grávidas e crianças também não eram poupadas.

Desfecho

Sobretudo, o ápice de sua atividade em Nova Orleans aconteceu no dia 19 de março, quando o relógio bateu 12h15 e a cidade de Nova Orleans ficou extremamente viva e barulhenta. Em resumo, isso aconteceu por causa de uma carta publicada no jornal local onde o Homem do Machado afirmou que pouparia as casas onde estivesse tocando jazz.

Por fim, a maior parte das residências cumpriram a ordem e o criminoso não agiu nesse dia em questão. Apesar de ter atacado três outras pessoas após essa data, os ataques foram registrados como os últimos antes de seu desaparecimento. Nesse contexto, teoriza-se que ele tenha fugido para Los Angeles, até falecer em dezembro de 1919 pelas mãos de um familiar das vítimas.

E aí, aprendeu sobre o Homem do Machado? Então leia sobre Cidades medievais, quais são? 20 destinos preservados no mundo.

Fontes: MegaCurioso | Aventuras na História

Imagens: Aventuras na História | Amino

More in Fatos&Fatos.com