fbpx

Mitologia iorubá – Origem, história e principais orixás

A princípio, são universalmente populares as mitologias grega, romana e nórdica, sendo conhecidos seus principais deuses e aspectos. No entanto, outras mitologias são deixadas de lado, sendo pouco reconhecidas, valorizadas ou respeitadas. Por exemplo, a mitologia iorubá, que apresenta mais de 400 deuses, denominados de Orixás.

Ademais, a mitologia iorubá consiste em uma das religiões africanas. Por isso, ela acaba sendo alvo de desrespeito e preconceito, e então acaba sendo pouco difundida pela sociedade. Mas, essa religião possui forte influência para alguns grupos de pessoas, tendo uma boa quantidade de seguidores.

Por outro lado, a mitologia iorubá inspirou o candomblé. Isto é, se baseiam na vida em harmonia e comunidade, sem separação entre homens e animais, que inclusive agem como humanos. E, a solidariedade e a prosperidade advêm do trabalho no campo. Além disso, existem muitas outras crenças, como o culto à ancestralidade, louvando a continuidade da vida.

O que é a mitologia iorubá?

Sun Flower

A mitologia iorubá envolve toda a visão de mundo e as religiões dos iorubás, sendo da África (principalmente Nigéria e República do Benin) e do Novo Mundo. Dessa forma, essa crença influenciou o nascimento de várias outras religiões, como a Santería, em Cuba, e o Candomblé, no Brasil. Em suma, essas crenças se baseiam na vida em harmonia e em comunidade. Além disso, não há separação entre homens e animais, onde os próprios animais agem como humanos. E, a solidariedade e a prosperidade vêm do trabalho no campo.

Por outro lado, a mitologia iorubá também é marcada pelo culto à ancestralidade, onde é louvado a continuidade da vida, através da figura feminina. Ademais, humanos e divindades são igualmente suscetíveis às incertezas e ações “ilícitas”. Isto é, não existe mal, mas sim consequências para as ações que não contribuem com equilíbrio pessoal e do todo. Por fim, essa religião é definida por Itans de Ifáa.

Mitologia iorubá: O mito da criação

Ilê Axé

A princípio, na mitologia iorubá, o deus supremo é denominado de Olorun, ou Olodumare. Ademais, ele não aceita oferendas, pois tudo que pode ser ofertado a ele já lhe pertence. Isto é, ele ocupa o lugar de criador de tudo aquilo que existe em todos os nove espaços do Orun. Logo, ele criou o mundo, todas as águas e terras, todos os filhos das águas e do seio das terras. Além disso, desenvolveu as plantas e animais de todas as cores e tamanhos. Por fim, ordenou que Oxalá criasse o homem.

Primeiramente, Oxalá criou o homem a partir do ferro e depois da madeira, porém eram rígidos demais. Em seguida, criou a partir da pedra, que era muito fria, e tentou também com água, mas ela não tomava forma definida. Posteriormente, tentou com o fogo, mas a criatura se consumiu no próprio fogo, ao fazer com ar ele retornou ao que era. Desse modo, frustrado com as suas tentativas falhas, Oxalá se sentou à beira do rio, onde Nanã emergiu e começou a trazer lama para ele. Por isso, ele cria o homem a partir da lama e percebe que é flexível, capaz de mover os olhos, os braços, as pernas e, então, sopra-lhe a vida.

Orixás mais cultuados:

1 – Olodumare ou Olorun

Alma Preta

Olorun é o deus supremo do povo iorubá. Ademais, ele foi o responsável por criar todas as divindades dessa mitologia, denominados de orixás no Brasil, e irunmole na Nigéria. Em síntese, esses orixás serviam para representar todos os seus domínios aqui na Terra. Entretanto, não são considerados deuses, apenas ancestrais divinizados após a morte.

2 – Exu

We Mystic

Exu é um dos orixás responsável por ser o guardião dos templos, casas, cidades e das pessoas. Além disso, é o mensageiro divino dos oráculos, e transporta oferendas.

Por outro lado, é o mais humano entre os Orixás, sendo capaz de compartilhar de nossos sentimentos, angústias, amor e ódio. Ademais, ele apresenta o poder da palavra, sendo capaz de transformar o impossível em possível através de palavras. No entanto, o seu dom pode ser a maldição de seus semelhantes, e utilizado de má fé, ferindo corações e desmanchando a honra das pessoas.

3 – Mitologia iorubá: Ogum

Pinterest

De acordo com a mitologia iorubá, Ogum também faz parte dos orixás, este é o orixá de ferro, da guerra e da tecnologia. Além disso, é um forte e aventureiro, sendo associado a São Jorge na mitologia católica.

4 – Oxóssi

Pinterest

Dentro os orixás o Oxóssi é da caça e da fartura. Ademais, é um orixá das florestas.

5 – Logunedé

Pinterest

O Logunedé é um orixá jovem da caça e da pesca.

6 – Mitologia iorubá: Xangô

Alma Preta

Xangô é o dono dos relâmpagos, dos raios, das rochas e da justiça. Além disso, também domina o fogo. Por outro lado, teve três esposas: Iansã, Oxum e Obá.

7 – Xapanã (Obaluaiyê/Omolu)

Pinterest

Na mitologia iorubá o Xapaña faz parte dos orixás ligados a doenças epidérmicas e pragas.

8 – Ossaim



Alma Preta

Esse é o orixá das ervas medicinais e dos segredos curativos. Ou seja, é a divindade das matas, das folhas e ervas.

 9 -Mitologia iorubá: Iansã

Pinterest

Iansã é uma guerreira, sendo a divindade dos ventos e tempestades, e ainda cuida das almas dos mortos. Além disso, é uma divindade impulsiva e cheia de paixões, que prefere o campo de batalha aos trabalhos domésticos.

10 – Iemanjá

Pinterest

Dentre os orixás da mitologia iorubá, a Iemanjá representa a maternidade e a fertilidade, além de ser a divindade dos mares. Em suma, é a mãe de todos os Orixás de origem yorubana.

11 – Oxumaré

Pinterest

Na mitologia iorubá, o Oxumaré vive seis meses como homem e seis como uma mulher. Ademais, transporta a água entre o céu e a terra, utilizando um arco-íris.

12 – Mitologia iorubá: Obá

Unegro RJ

Obá é a divindade do barro e das enchentes. Logo, é responsável por carregar armas e cozinhar os alimentos.

13 – Oxum

Pinterest

Oxum é um orixá feminino dos rios, do ouro, do amor e da fertilidade. Em síntese, está sempre representada com um leque, espelho e uma roupa vistosa.

14 – Egungun

We Mystic

O Egungun é um ancestral cultuado após a morte em Casas separadas dos Orixás.

15 – Mitologia iorubá: Iroko

Alma Preta

Na mitologia iorubá o Iroko é o orixá da árvore sagrada. Ou seja, a árvore conhecida como gameleira branca no Brasil.

Mitologia iorubá: Outros orixás

Unegro RJ

A mitologia iorubá conta com mais de 400 orixás, e além dos principais citados acima, existem mais alguns populares. Logo, eles são:

  • Axabó – Orixá feminino da família de Xangô.
  • Iyami-Ajé – É a sacralização da figura materna.
  • Onilé – Um dos orixás relacionado ao culto da terra.
  • Ifá ou Orunmila-Ifa – É a dinvidade da Adivinhação e do destino.
  • Oranian – Orixá filho mais novo de Odudua.
  • Olokun – Divindade do mar.
  • Olossá – Orixá dos lagos e lagoas
  • Oxalufon – Orixá velho e sábio.
  • Oxaguian – Orixá jovem e guerreiro.
  • Orixá Oko – Orixá da agricultura.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Orixás – Deuses populares da África cultuados no candomblé.

Fontes: Geledes, Meu Artigo, Mundo Estranho.

Imagens: Centauro Alado, Unegro RJ, Sun Flower, We Mystic, Alma Preta, Pinterest

More in Fatos&Fatos.com