fbpx

Máquina de escrever – História e modelos desse instrumento mecânico

Em primeiro lugar, a máquina de escrever é um instrumento mecânico com teclas que causam a impressão de caracteres num documento. Também conhecido como máquina datilográfica, ou máquina de datilografia essa ferramenta ainda pode ser eletromecânica ou eletrônica.

No geral, os caracteres são impressos em um papel quando as teclas do instrumento são pressionadas. Nesse sentido, assemelha-se ao teclado do computador, mas apresenta um maquinário mais complexo e rudimentar. Em especial, esse processo é resultado da máquina de escrever ser uma invenção da segunda metade do século XIX.

Comumente, as teclas quanto pressionadas criam um impacto entre o caractere em alto-relevo e uma fita de tinta. Logo em seguida, a fita de tinta entra em contato com o papel, de modo que haja a impressão do caractere. Ademais, cabe ressaltar que as máquinas de escrever foram fundamentais para o desenvolvimento industrial e empresarial, principalmente por sua praticidade na época.

História da máquina de escrever

maquina datilografar escrita redação | Enem, Maquinas

Sobretudo, definir exatamente quando a máquina de escrever foi inventada e fabricada é um desafio, pois existem incontáveis versões. Entretanto, estima-se que a primeira patente foi registrada e concedida na Inglaterra, no ano de 1713. Desse modo, o documento foi cedido ao inventor inglês Henry Mill, considerado o inventor dessa ferramenta.

Contudo, existem outros historiadores que posicionam a origem da máquina de escrever em 1808, sob responsabilidade do italiano Pellegrino Turri. Por essa perspectiva, a máquina de escrever teria sido criada por ele a fim de que sua amiga cega pudesse o enviar cartas.

Apesar das diferentes versões, a máquina de escrever substituiu a escrita com canetas bico de pena, facilitando e agilizando o trabalho em empresas. Como exemplo, cabe citar que no ano de 1912 o Jornal do Brasil adquiriu três máquinas de escrever e acabou transformando o processo de produção dos jornais.

Ainda pensando no Brasil, estima-se que a invenção de um dispositivo mecânico para escrever tenha sido fruto do trabalho do padre Francisco João de Azevedo. Desse modo, o padre nascido na Paraíba do Norte, o que hoje é João Pessoa, construiu o modelo em 1861 e acabou até sendo premiado.

Entretanto, como é de praxe para as inovações, a máquina de escrever enfrentou resistência a princípio, pois muitos estavam acostumados com o modelo tradicional de produção. Ou seja, no papel e caneta para registrar documentos, escrever cartas e afins.

Eventualmente, essa ferramenta passou a integrar escritórios, redações e até residências. Além disso, surgiram os famosos cursos de datilografia e até novas profissões em detrimento da necessidade de pessoas especializadas para manusear o equipamento com mais velocidade.

Quais são os modelos de máquina de escrever?

Ainda que a máquina de escrever tenha sido substituída por computadores modernos, essa ferramenta marcou décadas da escrita. Curiosamente, os teclados atuais ainda preservam o mesmo formato QWERT das antigas máquinas de escrever, herança de uma invenção pioneira no campo da tecnologia.

Nesse sentido, estima-se que a última fábrica de máquinas de escrever no mundo encerrou as atividades em 2011. Basicamente, a Godrej and Boyce tinha em seu estoque apenas 200 máquinas, mas decidiu fechar em Mumbai, na Índia onde atuava. Apesar disso, alguns importantes modelos vieram anteriormente, confira a linha do tempo das máquinas de escrever a seguir:

1) Sholes e Glidden, a primeira máquina de escrever produzida em massa

Máquina de escrever - história e modelos desse instrumento mecânico
Fonte: Oficina da Net

A princípio, a primeira máquina de escrever produzida em massa e distribuída no mercado recebeu o nome de Sholes e Glidden. Nesse sentido, foi responsável por iniciar a trajetória dessa ferramenta no mundo, por volta de 1874.

Além disso, o chamado teclado QWERTY, também citado anteriormente, foi projetado pelo inventor estadunidense Christopher Sholes. Basicamente, sua intenção foi colocar as letras menos usadas lado a lado, de modo que o usuário não as teclasse por acidente ao utilizar de outras letras.

2) Crandall

Máquina de escrever - história e modelos desse instrumento mecânico
Fonte: Pinterest

Também conhecida como “a máquina de escrever New Model”, essa ferramenta inovou por apresentar a impressão a partir de um único elemento. Em resumo, na sua estrutura existe um cilindro que gira e se levanta antes de atingir o rolo.

Desse modo, alcança-se 84 caracteres utilizando somente 28 chaves. Ademais, a máquina ficou conhecida pelo seu estilo vitoriano.

3) A Mignon 4, uma das primeiras máquinas de escrever elétricas

Máquina de escrever - história e modelos desse instrumento mecânico
Fonte: Dopasolution

Em primeiro lugar, essa é uma das primeiras máquinas elétricas do mundo. Nesse sentido, sua estrutura apresenta 84 caracteres e uma agulha indicadora eletrônica.

Além disso, A Mignon 4 que ilustra esse item foi fabricada especificamente em 1923. Por fim, existem cerca de seis modelos diferentes dessa categoria.

4) Hermes 3000

Máquina de escrever - história e modelos desse instrumento mecânico
Fonte: Oficina da Net

Finalmente, a Hermes 3000 é um modelo de máquina de escrever mais ergonômica e com maior precisão. A princípio, surgiu no ano de 1950 na Suíça, e ficou conhecida por ser mais compacta e simples.

Por essa perspectiva, adentrou mais facilmente no mercado porque também era mais leve. No geral, apresentava um estilo clássico, com tons pasteis e um maquinário menos robusto em relação aos outros modelos.

5) Writing Ball, a máquina de escrever circular

Máquina de escrever - história e modelos desse instrumento mecânico
Fonte: Oficina da Net

Primeiramente, a Writing Ball é uma máquina de escrever que recebe esse nome por apresentar um sistema de datilografia circular. Nesse sentido, foi uma invenção patenteada em 1870 e passou por diversas adaptações.

Em resumo, ela exigia que o datilógrafo se posicionasse acima do teclado e posicionasse o papel em baixo. Por sua vez, o papel ficava estivado em um arco. Curiosamente, entre os proprietários mais famosos desse modelo encontra-se o filósofo Friedrich Nietzche.

6) Lettera 10

Modelo para ilustração do item
Fonte: Gizmodo

Apesar de ser simples e pouco chamativa em relação aos modelos anteriores, a Lattera 10 apresenta um formato mais curvo. Ademais, é uma máquina de escrita minimalista, cujo manuseio era mais fácil por conta de seu peso e ergonomia.

7) Hammond 1880, a mmáquina de escrever

Modelo para ilustração do item
Fonte: Oficina da Net

Primeiramente, a Hammond 1880 recebe no nome o ano em que foi produzida. No geral, chama atenção por ter um formato mais curvo, apesar de seu maquinário ser um pouco pesado em comparação a outros modelos. Além disso, apareceu inicialmente em Nova York e somente depois de alguns anos se espalhou em outros lugares.

E aí, gostou de saber sobre a máquina de escrever? Então leia sobre Prêmio Nobel, o que é? Origem, categorias e principais ganhadores.

Fontes: Oficina da Net | Portal São Francisco | A História da Comunicação | EBC

Imagens: Dopasolution | Pinterest | Gizmodo

More in Fatos&Fatos.com