fbpx

Mandioca – Principais benefícios do ingrediente na dieta e na saúde

A mandioca é um alimento típico de países da América do Sul, como o Brasil. Por aqui, inclusive, o ingrediente também é chamado por outros nomes, como aipim ou macaxeira.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a mandioca foi considerada alimento do século 21, por conta de seu potencial. Em países em desenvolvimento, por exemplo, ajuda a combater a fome por conta de suas propriedades energéticas.

Além da importância na alimentação, a planta também tem outras utilidades, como por exemplo a produção de etanol, plásticos biodegradáveis, madeira compensada e cosméticos e na indústria têxtil.

Características da mandioca

Mandioca - principais benefícios do ingrediente na dieta e na saúde
boa forma

A mandioca é conhecida pelo nome científico de Manihot esculenta, pertencente à família Euphorbiaceae. Apesar de haverem mais de 100 espécies conhecidas do gênero, a penas a Manihot esculenta é cultivada para fins comerciais, em mais de cem países de clima tropical e subtropical.

Sua principal característica é o grande valor nutricional, presente principalmente nas raízes. Isso porque elas guardam alta concentração de amido, servindo como ótima fonte de carboidratos e calorias. De acordo com estimativas, cada um kg de mandioca pode conter cerca de 1460 cal.

Além disso, a raiz também é rica em vitaminas, como a vitamina C, e minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Quando é mais amarelada, a mandioca também possui concentração beta-caroteno, que contêm vitamina A.

No passado, a alimentação com mandioca era a principal fonte de energia dos povos nativos da América. Atualmente, um movimento semelhante tem acontecido, com a substituição do tradicional pão francês pela tapioca.

Benefícios

Mandioca - principais benefícios do ingrediente na dieta e na saúde
Vila Notícias

Saúde do intestino: a alta concentração de potássio e fibra ajuda na contração muscular, promovendo o movimento peristáltico essencial na digestão.

Redução de colesterol: a alta quantidade de fibras também atua no intestino para reduzir os níveis de colesterol no sangue do corpo.

Funções anticancerígenas: a vitamina C presente na mandioca atua como antioxidante, fortalecendo o sistema imunológico e ajudando na prevenção de doenças, incluindo tipos de câncer.

Força do cabelo: a riqueza dos nutrientes do alimento ajuda a promover a saúde do cabelo, melhorando a aparência e resistência dos fios.

Saúde da visão: a presença de vitamina B1 ajuda a conter a evolução de doenças dos olhos, como glaucoma e catarata.

Alívio de artrite: um dos componentes presentes na mandioca é a saponina. O nutriente atua nas articulações, neutralizando sua deterioração e reduzindo os sintomas da artrite.

Prevenção da anemia: a concentração de ferro e folato do alimento também ajuda na prevenção de anemia.

Efeitos de raios ultravioletas: algumas pesquisas com mandioca indicam que o composto resveratrol, presente no alimento, atua para retardar ou reverter efeitos da radiação ultravioleta na pele.

Fonte de energia: por conta do baixo índice glicêmico e da concentração de vitaminas e minerais, a mandioca é uma ótima fonte de energia em momentos de pré e pós-treino.

Contraindicações

Mandioca - principais benefícios do ingrediente na dieta e na saúde
ecycle

Apesar de oferecer alguns benefícios para a saúde, a mandioca precisa ser consumida com cuidado. Algumas espécies, por exemplo, são ricas em ácido cianídrico, substância que pode causar intoxicação por ingestão.

A concentração nas variações mais consumidas no Brasil, no entanto, é praticamente irrelevante. A espécie com maior concentração é a chamada mandioca brava, que pode provocar problemas caso não seja bem cozida.

Por isso, a principal contraindicação do consumo é nunca consumir crua.

Filhos da mandioca

Mandioca - principais benefícios do ingrediente na dieta e na saúde
Tudo Gostoso

Farinha: a farinha de mandioca é o ingrediente mais popular obtido a partir da planta. Ela é utilizada no preparo de massas e bolos, bem como na base da farofa.

Tapioca: a goma da tapioca é obtida a partir do tacho no processo de produção de farinha.

Sagu: feito a partir da fécula de mandioca, também chamada de tapioca pérola ou sagu artificial. Parece com a tapioca comum, mas sua produção passa pela transformação da fécula em bolinhas duras e opacas.

Polvilho: o polvilho é resultado do processo de decantação da mandioca, após a fase de fermentação. Geralmente, o tipo azedo é utilizado para preparar alimentos como o pão de queijo, enquanto o doce é usado para fazer chipa, um biscoito típico da culinária paraguaia.

Fontes: Viva Bem, Saúde, Brasil Escola, Minha Vida

Imagens: Tudo Gostoso, Vila Notícias, eCycle, Jasmine, boa forma

More in Fatos&Fatos.com