fbpx

Livros de Jane Austen – Melhores romances da autora

É inegável que os livros de Jane Austen ressignificaram a literatura. Seus personagens únicos, a sagacidade e dom para um romance atraente são uma característica intrínseca à essa célebre escritora. Mas antes de saber quais os melhores livros de Austen, vamos conferir um pouco sobre sua vida e carreira.

Jane Austen foi uma grande romancista do início do século XIX. Jane nasceu em 16 de dezembro de 1775 na Reitoria de Steventon. Desse modo, ela era a segunda filha do reverendo George Austen e sua esposa Cassandra. Além de sua irmã mais velha, também chamada Cassandra Jane também tinha 6 irmãos.

Em 1783, Jane e sua irmã foram enviadas para um internato. Enquanto estavam na escola, as duas ficaram doentes de tifo e Jane quase morreu. Posteriormente, Jane Austen deixou a escola em 1786.

Jane Austen e sua carreira como escritora

Fonte: Pinterest

Mesmo quando criança, Jane Austen adorava escrever. Assim, seus primeiros contos foram chamados de Juvenilia. Por volta de 1795, ela escreveu um romance que chamou de Elinor e Marianne.

Em seguida, nos anos 1796 e 1797, Jane Austen escreveu outro romance que chamou de Primeiras Impressões. Posteriormente, a obra foi publicada como Orgulho e Preconceito. Então, em nos anos seguintes, Jane escreveu um romance chamado Susan, publicado postumamente como Abadia de Northanger em 1817.

Em 1801, Jane Austen mudou-se com a irmã e os pais para Bath, e no ano seguinte ela recebeu uma proposta de casamento de um homem chamado Harris Bigg-Wither. No início, Jane aceitou, mas ela mudou rapidamente de ideia. Como resultado, Jane Austen nunca se casou. Seu pai, George Austen, morreu em 1805.

Dois anos depois, em 1807, Jane Austen mudou-se para Southampton e viveu lá até 1809. Naquela época, Southampton era um porto e uma cidade próspera com uma população de mais de 8.000 habitantes. No entanto, em 1809, Jane Austen mudou-se para a pequena aldeia de Chawton, no norte de Hampshire.

Então, em 1811, Razão e Sensibilidade foi publicado, seguido de Orgulho e Preconceito em 1813 e Mansfield Park, em 1814. Outro livro chamado Emma surgiu em 1816. Enquanto isso, Jane Austen escreveu Persuasão, mas morreu antes que pudesse ser publicado. Por fim, Jane Austen morreu em 18 de julho de 1817, com apenas 41 anos, e foi enterrada na Catedral de Winchester.

Melhores livros de Jane Austen

Orgulho e Preconceito – clássico de Austen

Fonte: Pinterest

Para começar, este é um dos livros mais clássicos de Jane Austen e que provavelmente tem uma das primeiras linhas mais memoráveis ​​da história: “É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro com uma boa fortuna deve estar precisando de uma esposa”.

O famoso romance Orgulho e Preconceito conta a história da família Bennet, composta por cinco filhas que a Sra. Bennet está ansiosa para ver casadas. Em suma, a história se concentra fortemente em Elizabeth Bennet e seu romance complicado e turbulento com Fitzwilliam Darcy.

Emma

Livros de Jane Austen: melhores romances da autora
Fonte: Pinterest

Emma voltou à esfera cultural quando o filme estrelado por Anya Taylor-Joy e Miranda Hart foi lançado. Dessa forma, o quarto romance publicado de Austen conta a história da jovem, mimada e animada Emma Woodhouse, que às vezes faz o papel de casamenteira em sua pequena vila fictícia e gosta de se intrometer na vida de outras pessoas, apesar de ter boas intenções.

Razão e Sensibilidade

Fonte: Pinterest

Curiosamente, este romance foi originalmente publicado em 1811 anonimamente, com as palavras “por uma senhora” no lugar do nome de Austen.

Em resumo, conta a história de três irmãs que se encontram na pobreza após a morte de seu pai. Embora exiba um tom mais sério do que alguns dos outros romances de Austen, ele é repleto de lirismo, pungência e emoção.

Persuasão

Fonte: Pinterest

Persuasão é o último romance totalmente concluído por Jane Austen. Foi publicado no final de 1817, seis meses após sua morte, e acompanha a vida de Anne Elliot, cuja família se mudou para diminuir suas despesas e se livrar das dívidas, alugando a casa para um almirante e sua esposa.

O irmão da esposa, o capitão da Marinha Frederick Wentworth, estava noivo de Anne em 1806 e eles se reencontram, ambos solteiros e solteiros, após nenhum contato por mais de sete anos. Aliás, Persuasão é a história de uma segunda chance, e é indiscutivelmente um dos romances mais emocionantes e comoventes de Austen.

Abadia de Northanger

Fonte: Pinterest

Abadia de Northanger é um romance de sátira sobre a maioridade de Catherine Morland, que deixa sua casa rural protegida para entrar no mundo agitado e sofisticado de Bath, no final da década de 1790. Embora tenha sido o primeiro dos romances de Austen a ser concluído para publicação em 1803, ele só foi publicado postumamente em 1817, junto com Persuasão.

Mansfield Park

Livros de Jane Austen: melhores romances da autora
Fonte: Pinterest

As opiniões são frequentemente divididas sobre Mansfield Park, um dos livros mais sérios de Jane Austen. O romance acompanha a vida da introvertida Fanny Price, começando quando sua família sobrecarregada a envia, aos 10 anos, para morar na casa de seus tios ricos.

Embora Fanny às vezes seja considerada uma protagonista desagradável, ela tem um talento especial para ler as pessoas.

Sandition: a obra inacabada de Jane Austen

Livros de Jane Austen: melhores romances da autora
Fonte: Pinterest

Por fim, temos Sandition – o romance inacabado de Austen. O livro de apenas 12 capítulos conta a história de uma jovem chamada Charlotte Heywood. Ela está no lugar certo na hora certa para ajudar um casal em dificuldades, chamados Tom e Mary Parker.

Com efeito, para retribuir a ajuda, os Parkers convidam Charlotte para viajar com eles para Sanditon, um novo resort à beira-mar para a saúde e o bem estar que Tom deu tudo para construir.

Agora que você sabe quais são os melhores livros de Jane Austen, clique e leia: O Diário de Anne Frank – Fatos que explicam o livro e a história de Anne

Fontes: Meow Book Blog, Romances Históricos, Zoom, Beco do Nunca

Fotos: Pinterest

More in Fatos&Fatos.com