fbpx

Leonid Rogozov – O famoso médico russo que operou a si mesmo

Durante uma viagem de expedição à Antártida, no ano de 1961, o médico russo Leonid Rogozov começou a se sentir mal, o que logo piorou. Dessa forma, com complicações de saúde, ele precisou de atendimento médico. No entanto, o problema era que Rogozov era o único médico da expedição.

Em suma, durante a expedição, Rogozov precisou retirar o seu próprio apêndice para salvar a sua vida. Então, com a ajuda de dois companheiros de viagem, o médico russo operou a si mesmo. O que fez com que ficasse famoso por ter conseguido realizar tal feito.

Enfim, na época, Leonid Rogozov tinha 27 anos, e o procedimento foi bem sucedido. Dessa forma, após uma semana ele já estava recuperado e pronto para voltar ao trabalho.

Leonid Rogozov: quem foi

Russia Beyond

Leonid Ivanovich Rogozov foi um médico russo muito importante, que fez parte da sexta Expedição Soviética à Antártida entre 1960 e 1962. Em suma, Rogozov era médico especialista em medicina familiar e cuidados da comunidade, reconhecido por sua perícia singular.

Dessa forma, em setembro de 1960, interrompeu seus estudos para embarcar em uma viagem para a base soviética Novolazarevskaya, na Antártida. Ademais, a equipe era formada por treze pesquisadores, no entanto, Rogozov era o único médico integrante da equipe.

Situação de emergência

BBC

No dia 29 de abril de 1961, em uma manhã de inverno, Leonid Rogozov acordou sentindo náuseas, fraqueza, febre e dor na região ilíaca direita, deixando a todos preocupados. Então, horas depois, os sintomas se intensificaram, onde Rogozov conseguiu realizar um auto diagnóstico, se tratava de uma crise de apendicite aguda.

No entanto, nenhum medicamento funcionou e sua condição foi piorando ao longo do dia. Além disso, as intensas nevascas impossibilitavam a saída da base, e a base soviética mais próxima ficava a 1600 quilômetros de distância. Dessa forma, sem outra opção, a única solução encontrada foi que Leonid operasse a si mesmo. E foi o que aconteceu na noite do dia 30 de abril de 1961.

Quando Leonid Rogozov operou a si mesmo

Russia Beyond

Com a ajuda de dois de seus companheiros, um meteorologista e um engenheiro mecânico, Leonid Rogozov deu início ao procedimento cirúrgico. Dessa forma, enquanto um segurava um espelho na altura de sua barriga, o outro ia lhe assando os instrumentos. Primeiramente, o médico aplicou uma anestesia local, depois abriu uma incisão de doze centímetros para realizar o procedimento.

Tudo ia bem, até que um pequeno incidente aconteceu, o médico acidentalmente feriu seu intestino grosso, que precisou ser suturado. Além disso, após 30 minutos de cirurgia, Leonid estava prestes a desmaiar, então, precisou fazer uma pausa para descansar.

BBC

Por fim, passadas 1 hora e 45 minutos a cirurgia chegava ao fim, o corte estava bem suturado e o apêndice que estava prestes a estourar foi devidamente removido. Com tudo ocorrendo bem, após uma semana o médico já recuperado, retirou os pontos e voltou normalmente ao trabalho.

Blockdit

Já no final de 1962, o médico voltou para Leningrado, onde trabalhou como cirurgião em um hospital, até o ano de 2000, quando veio a falecer, aos 66 anos. Mas, mesmo após sua morte, seu legado permanece e algumas mudanças importantes aconteceram. Por exemplo, a mudança na política de exames prévios e a formação de equipe para esses tipos de expedições.

Além disso, sua coragem, destemor e técnica utilizada em sua autocirurgia, fizeram história, tornando Leonid Rogozov conhecido no mundo todo como o médico que operou a si mesmo. Atualmente, o Museu do Ártico e da Antártida de São Petersburgo, na Rússia, tem expostos os instrumentos utilizados pelo médico durante o procedimento.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Cirurgias sem anestesia – Como eram feitas as operações no passado?

Fontes: Sanarmed, Aventuras na História, Hypeness

Imagens: Meio Norte, BBC, Rússia Beyond, Blockdit

More in Fatos&Fatos.com