fbpx

Lendas africanas – Conheça os contos mais populares dessa rica cultura

As lendas são narrativas de caráter fantasioso que são transmitidas através da tradição oral ao longo dos anos, de geração para geração. Em suma, a lenda costuma combinar fatos reais e históricos com fatos fictícios, produto da imaginação humana, para explicar a origem do universo, da natureza e as relações humanas. Da mesma forma, existem diversas lendas, entre elas, estão as lendas africanas, que retratam a cultura rica e diversificada do continente.

Ademais, continente africano é repleto de lendas, mitos, contos e histórias, geralmente trazem narrativas sobre espíritos das florestas, animais misteriosos, fantasmas, religiões, bravos guerreiros, entre outros. Além disso, possui uma enorme riqueza imaterial, graças a diversidade de etnias presente no continente e influências de povos do Oriente Médio e da Europa.

Por fim, muitas coisas dessa diversidade da cultura africana foram herdadas pelos brasileiros, como música, dança, religião, hábitos, comidas típicas e algumas lendas, por exemplo. Dessa forma, preparamos uma lista com algumas das lendas africanas mais populares. Assim, você pode conhecer um pouco mais sobre esses povos que tanto contribuíram para a formação do Brasil.

Lendas africanas

1 – A lenda do Sapo e a Cobra

Criando com Apego

A lenda africana do sapo e a cobra conta uma história sobre a amizade entre um sapo e uma cobra. De acordo com a lenda, certo dia o sapo caminhava quando avistou um animal fino, comprido e brilhante. Então, o sapo iniciou um diálogo com o tal animal, perguntando o que ele fazia ali, que se apresentou e respondeu estar tomando sol. Ademais, o sapo chama a cobra para brincar, onde brincaram a tarde toda, o sapo ensinando a cobra a pular e a cobra ensinando o sapo a rastejar. Por fim, ao final do dia, após se divertirem juntos, cada um foi para sua casa prometendo se encontrarem no outro dia.

No entanto, ao chegar em casa, o sapo contou sobre seu novo amigo, que não gostou, lhe dizendo o quanto as cobras eram venenosas e que ele não deveria voltar a brincar com ela. Da mesma forma, quando a cobra contou para sua mãe do novo amigo, ela também não gostou dizendo que sapos servem apenas como comida. Enfim, quando se encontraram no outro dia, a cobra pensou em devorar o sapo, porém, se recordou da tarde de brincadeiras e correu para o mato. Então, eles nunca mais brincaram, mas continuam estirados no sol pensando no dia em que foram amigos.

2- Lenda dos Tambores Africanos

Hora do Conto

Uma das lendas africanas mais populares, a lenda dos tambores africanos tem sua origem nas terras de Guiné Bissau, onde conta a história de como surgiram os tambores, instrumento muito importante na cultura africana. De acordo com a lenda, os macaquinhos de nariz branco queriam trazer a Lua para perto da Terra. Mas, eles não sabiam como fazer isso, o macaco menor sugeriu que subissem um no ombro do outro para alcançar a Lua. Então, começaram a executar o plano, o macaco menor foi o último a subir, conseguindo se agarrar na Lua.

Entretanto, os macacos se desequilibraram e caíram, menos o menor que ficou agarrado a Lua, com o tempo ficaram amigos e a lua o presenteou com um tambor branco. Com o passar dos dias, o macaquinho aprendeu a tocar o tambor, mas sentia falta de seus amigos e da natureza na Terra.

Então, com pena do macaco, a lua o ajudou a voltar, pedindo a ele que tocasse o tambor apenas quando estivesse em terra firme. Pois assim ela saberia que ele chegou e poderia cortar a corda, mas, enquanto descia, o macaco ficou com vontade de tocar seu tambor e foi o que fez. Dessa forma, ele tentou tocar baixinho para a lua não ouvir, mas ela escutou e como combinado cortou a corda, o macaco caiu e morreu.

No entanto, antes de morrer o macaco pede a uma menina que o viu cair que pegasse o tambor e o levasse para o povo de seu país. E foi o que a menina fez, além de contar o que havia acontecido. Então, todos adoraram o tambor e começaram a tocá-lo, desde então, o povo africano produz seus próprios tambores, tocando e dançando ao som deles.

3- Lendas africanas: Lenda da Galinha D’Angola

Jardim Cor

Nessa lenda africana, é contado como a galinha d´Angola foi criada. De acordo com a lenda, as aves viviam todas juntas, até que com o sentimento de inveja entre elas tornou difícil a convivência. Entre o mais invejado estava o pássaro Melro que era muito belo. Dessa forma, sabendo que era invejado, o Melro prometeu que usaria seus poderes mágicos e transformaria as plumagens de quem o obedecesse.

No entanto, nem todos obedeceram ao Melro, consequentemente, ele mudou as características das espécies das aves. Sendo assim, a galinha d´Angola se tornou um animal magro com fraqueza e com o corpo todo pintado como o leopardo. Dessa forma, o leopardo a devoraria por não suportar ver outro animal tão belo quanto ele. Enfim, essa foi a lição que a galinha d´Angola recebeu por ser invejosa.

4- Lenda da Girafa e Rinoceronte

Youtube

Outra das lendas africanas é a da girafa e rinoceronte, que tem como objetivo explicar a origem da natureza e a causa de a girafa ter o pescoço tão longo. De acordo com a lenda, a girafa tinha um pescoço normal, até que um período de seca acabou com as ervas rasteiras e deixou a água escassa. Enquanto procurava por água, a girafa se encontrou com o rinoceronte, então a girafa começou a reclamar da seca e de como as acácias continuavam verdes.

Em suma, o rinoceronte concordou e deu a ideia de irem falar com o feiticeiro em busca de ajuda. Após explicarem para o feiticeiro, ele pediu que a girafa e o rinoceronte voltassem no outro dia, que ele lhes daria uma poção para crescer o pescoço e as pernas. Assim, eles poderiam se alimentar das folhas das acácias. O outro dia, a girafa voltou a casa do feiticeiro sozinha, pois o rinoceronte estava feliz comendo algumas ervas que havia encontrado.

Enfim, o feiticeiro ofereceu a poção para a girafa e sumiu, então, a girafa tomou a poção e logo tudo começou a mudar. Logo a girafa avistou uma acácia e pode se deliciar com suas folhas, o rinoceronte foi atrás do feiticeiro, mas não o encontrou, ficando furioso. Desde então, o rinoceronte passou a perseguir o feiticeiro pela floresta, além de correr atrás de qualquer pessoa que cruze seu caminho.

5- Lenda Ubuntu

Pinterest

A lenda Ubuntu é uma das lendas africanas que aborda valores sobre cooperação, igualdade e respeito. De acordo com a lenda, um antropólogo ao visitar uma tribo africana quis conhecer mais sobre seus valores. Dessa forma, ele propôs uma brincadeira às crianças. Em suma, para fazer a brincadeira ele colocou uma cesta cheia de frutas embaixo de uma árvore, e disse que a primeira que chegasse até a árvore ficaria com a cesta. Então, quando deu o sinal, todas as crianças correram de mãos dadas, como chegaram juntas até a árvore, puderam desfrutar igualmente da cesta.

Intrigado com o resultado da brincadeira, o homem questionou por que eles correram juntos se apenas um poderia ganhar todas as frutas. Como resposta, as crianças disseram: Ubuntu! Ou seja, apenas um ganhando não poderia ficar feliz enquanto os outros estivessem tristes.

Por fim, o termo Ubuntu, da cultura Zulu e Xhosa, significa ‘sou quem sou porque somos todos nós’. Pois, eles acreditam que com a cooperação é possível alcançar a felicidade.

6- Lendas africanas: Lenda da Raposa e o Camelo

Pinterest

Entre as lendas africanas temos a da raposa e o camelo, cuja origem é do Sudão do Sul, localizado no nordeste da África. De acordo com a lenda, uma raposa chamada Awan adorava lagartixas, por isso já tinha devorado todas de um lado do rio. Agora, Awan queria atravessar para a outra margem para comer mais, o problema era que Awan não sabia nadar. Então, Awan teve uma ideia, procurou seu amigo camelo chamado Zorol, e disse a ele que conhecia uma cevada e se ele o levasse nas costas mostraria o caminho.

Ademais, Zorol aceitou e Awan subiu em suas costas indicando para que cruzasse o rio. do outro lado do rio, Zorol foi até o campo de cevada para comer enquanto Awan se deliciava com as lagartixas. Por fim, ao ficar satisfeita a raposa queria voltar. Mas o camelo ainda comia, então a raposa começou a gritar e correr. O que chamou a atenção dos donos do campo de cevada que acertaram uma pedra no camelo, o ferindo.

A raposa se aproximou e chamou o camelo para ir embora, mas Zorol o questionou sobre a gritaria, Awan respondeu que tinha o costume de gritar depois que comia. Então, foram embora, no meio do rio, o camelo começou a dançar, deixando a raposa desesperada. Ao questionar o camelo, ele apenas disse que tinha a mania de dançar depois que comia. Por fim, a raposa escorregou sendo levada pelo rio, enquanto o camelo chegava até a outra margem do rio, moral da história, a raposa recebeu uma lição por sua imprudência.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Lendas do folclore brasileiro – Principais histórias e personagens

Fontes: Criando com Apego, Nova Escola, Toda Matéria

Imagens: Estuda.com, Hora do Conto, Jardim Cor, Youtube, Pinterest

More in Fatos&Fatos.com