fbpx

Lemúria – História e curiosidades sobre o continente perdido

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre a lendária Ilha de Atlântida. Mas, você sabia que existe outro lendário continente chamado de Lemúria? A Lemúria é uma terra perdida considerada o primeiro continente do Pacífico. Desse modo, muitas culturas acreditam que o lugar é um paraíso exótico ou uma mística dimensão da magia. Ademais, os habitantes de Lemúria são chamados de lemurianos.

Para esclarecer, tudo começou em 1864, quando o zoólogo Philip Sclater publicou um artigo sobre uma classificação de espécies chamadas lêmures, no qual ficou intrigado com a presença de seus fósseis em Madagascar e na Índia, mas não na África ou no Oriente Médio.

Com efeito, ele levantou a hipótese de que Madagascar e a Índia já haviam feito parte de um continente maior, o que foi a primeira teoria que levou à descoberta do antigo supercontinente Pangeia. Após essa descoberta científica, o conceito de Lemúria começou a aparecer nas obras de outros estudiosos.

A lenda do continente perdido

Fonte: Pinterest

Segundo a mitologia, a história de Lemúria remonta a 4.500.000 a.C., quando a civilização dos lemurianos governava a Terra. Dessa forma, o continente da Lemúria estava localizado no Oceano Pacífico e se estendia do oeste dos Estados Unidos e Canadá até o Oceano Índico e Madagascar.

Na época, Atlântida e Lemúria eram as duas civilizações mais evoluídas da terra, quando surgiu um impasse a respeito do desenvolvimento e evolução de outras civilizações. De um lado, os lemurianos acreditavam que as outras culturas menos evoluídas deveriam seguir com sua própria evolução em seu próprio ritmo, de acordo com seus entendimentos e caminhos.

Lemúria - história e curiosidades sobre o continente perdido
Fonte: Pinterest

Por outro lado, os habitantes de Atlântida acreditavam que culturas menos evoluídas deveriam ser controladas pelas duas civilizações mais evoluídas. Então, essa diferença de ideologias culminou em em várias guerras que enfraqueceram ambas as placas continentais e destruindo ambos os continentes.

As crenças modernas dizem que a Lemúria pode ser sentida e contatada por meio de práticas espirituais. Do mesmo modo, também há crença de que os lemurianos usam cristais como ferramentas de comunicação e para ensinar suas mensagens de unidade e cura.

A Lemúria realmente existiu?

Fonte: Pinterest

Como lido acima, acredita-se que neste continente perdido considerado o berço da raça humana, habitavam os extintos lemurianos. Apesar de assemelhar-se ao ser humano, o lemuriano tinham quatro braços e enormes corpos hermafroditas, sendo ancestrais dos atuais lêmures. Outras teorias descrevem o lemuriano como uma figura altamente bonita e atraente, de maior estatura e aparência impecável quase como deuses.

Apesar da hipótese sobre a existência da Lemúria ser desmascarada várias vezes por diversos estudiosos, a ideia floresceu por tanto tempo na cultura popular que não chegou a ser descartada completamente pela comunidade científica.

Como resultado, em 2013 geólogos descobriram evidências de um continente perdido precisamente onde a Lemúria teria existido e as velhas teorias começaram a surgir novamente.

Segundo a recente descoberta, os cientistas encontraram fragmentos de granito no oceano ao sul da Índia. Ou seja, ao longo de uma plataforma que se estende por centenas de quilômetros ao sul do país em direção às Ilhas Maurício.

Maurício também é outro continente “perdido” onde os geólogos encontraram zircão de rocha vulcânica de até 3 bilhões de anos, fornecendo evidências adicionais para apoiar a descoberta do continente subaquático.

Se achou esse artigo interessante, saiba mais também sobre Atlântida – Origem e história dessa cidade lendária

Fontes: Brasil Escola, Concursos no Brasil, Infoescola

Fotos: Pinterest

More in Fatos&Fatos.com