fbpx

Josef Mengele, quem foi? História do anjo da morte de Auschwitz

Existem diversas histórias sobre a Segunda Guerra Mundial, mas você já ouviu falar de Josef Mengele? Em primeiro lugar, ele foi um oficial alemão da Schutzstaffel (SS), uma organização paramilitar ligada ao Partido Nazista. Nesse sentido, também atuou como médico no campo de concentração de Auschwitz durante o período da guerra.

Contudo, ficou conhecido como um notório membro da equipe de médicos que selecionava as vítimas a serem mortas nas câmaras de gás. Além disso, realizou experimentos humanos em prisioneiros, causando inúmeros falecimentos. Desse modo, Mengele ficou conhecido como anjo da morte de Auschwitz.

Porém, há mais detalhes a respeito dessa personalidade, como o fato de que fugiu para a América do Sul, onde fugiu de ser capturado até o fim de sua vida. Ademais, entrou na história como um dos maiores carrascos da Segunda Guerra Mundial, em especial durante o domínio de Adolf Hitler.

A vida de Josef Mengele

Primeiramente, Josef Mengele nasceu no dia 16 de março de 1911, na cidade de Günzburg, em uma das regiões administrativas da Alemanha. A princípio, a história registra que ele era o primogênito de uma família com três filhos. Desse modo, era filho de Karl e Walburg Mengele.

Logo após concluir o ensino médio em 1930, Mengele começou a estudar medicina na Universidade de Frankfurt e filosofia na Universidade de Munique. Curiosamente, cursou filosofia a cidade que era sede do Partido Nazista. Além disso, juntou-se no ano posterior a uma organização paramilitar que foi absorvida à milícia militar nazista.

Contudo, a história de Josef Mengele no Partido Nazista tem início em 1937. Mais especificamente, sua transferência para a SS acontece em 1938. Antes de mais nada, havia sido designado como oficial médico do batalhão no início da Segunda Guerra Mundial. Porém, foi designado para o serviço nos campos de concentração em 1943 e chegou à Auschwitz.

Como consequência, descobriu a possibilidade de executar pesquisas genéticas em seres humanos, dando continuidade às pesquisas que iniciou na vida acadêmica. Basicamente, Josef Mengele foi assistente de pesquisa de um cientista que conduzia pesquisas genéticas, no chamado Instituto de Biologia Hereditária e de Higiene Racial, em Frankfurt.

Dessa maneira, Mengele desenvolveu uma tese de doutorado sobre o tema, obtendo o título em 1938. Portanto, em Auschwitz o doutor em Antropologia e Medicina passou a trabalhar com a seleção de judeus que seriam enviados para a morte nas câmaras de gás.

Sobretudo, nesse período eram selecionados majoritariamente quase todas as crianças, mulheres com crianças pequenas, mulheres grávidas e idosos. Em resumo, os indivíduos considerados não aptos para trabalhar eram admitidos nos campos de extermínio, após uma análise breve dos médicos da SS.

Josef Mengele, quem foi? História do anjo da morte de Auschwitz
Judeus gêmeos mantidos vivos para ser usado em experimentos médicos de Mengele – Fonte: Wiki

O trabalho em Auschwitz

No geral, estima-se que Mengele fazia visitas semanais ao quartel do hospital, enviando às câmaras de gás todos os prisioneiros que ficavam mais de duas semanas de cama. Ademais, chegou a enviar 600 mulheres judaicas de uma só vez para as câmaras de gás após um surto de tifo no campo de concentração, a fim de desinfetar os edifícios contaminados.

Mais ainda, relatos apresentam que ele fazia estudos em crianças mortas para identificar origens de doenças. Desse modo, enviava seus órgãos para análises médicas nas instituições de pesquisa do Partido Nazista. Em outras palavras, seus processos de pesquisa e experimentação com seres humanos não levavam em conta qualquer questão relacionada à saúde ou segurança dos envolvidos.

Acima de tudo, Mengele tinha um interesse em estudar gêmeos idênticos com heterocromia, que causa uma diferença na pigmentação dos olhos. Além disso, estudava pessoas com nanismo e anormalidades físicas. Sendo assim, buscava sustentar a supremacia da hereditariedade sobre o ambiente, reforçando a premissa da superioridade da raça ariana, defendida pelo nazismo.

Portanto, colocava os objetos de pesquisa em abrigos melhores, os alimentando e protegendo das câmaras de gás. A princípio, estima-se que ele tenha criado um jardim de infância para crianças dentro do campo de Auschwitz, de modo a conquistar a confiança para seus experimentos.

Entretanto, mantinha essa instituição funcionando enquanto causava incontáveis mortes. Em resumo, seus experimentos envolviam amputação desnecessária de membros, infecção intencional das crianças com doenças e transfusões de sangue indevidas. Ademais, quando acontecia um falecimento, Josef Mengele dissecava os corpos para estudo.

A morte de Mengele

Posteriormente, o Exército Vermelho da União Soviética libertou os prisioneiros de Auschwitz em janeiro de 1945. Sendo assim, Josef Mengele fugiu de outro campo de concentração que havia sido transferido antes da chegada dos soviéticos. Desse modo, estima-se que ele assumiu outras identidades enquanto fugia em direção ao oeste.

Por fim, foram levados como prisioneiros de guerra pelos estadunidenses em junho desse ano. Contudo, o médico nazista não possuía identificação como membro da SS, de modo que a desorganização dos estadunidenses levassem a sua soltura no mês seguinte. Apesar de estar envolvido em sua fuga, Mengele ainda viajou por uma área ocupada pelos soviéticos para recuperar seus registros.

Eventualmente, fugiu da Alemanha em 1949 e navegou até a Argentina. Nesse sentido, ficou alojado em Buenos Aires e trabalhou como carpinteiro, vendedor para a empresa e equipamentos agrícolas e representante de vendas. Contudo, registros oficiais do país andino afirmam que Mengele pode ter trabalhado como médico ilegalmente, executando incontáveis abortos na capital.

Além disso, Mengele comprou uma casa em uma fazenda no município de Caieiras, em São Paulo, no ano de 1969. Porém, nesse período Mengele estava com a saúde fragilizada, se recuperando de um derrame. Ademais, apresentava quadro de pressão alta e uma infecção de ouvido severa.

Finalmente, veio a falecer na Praia da Enseada, em Bertioga, no litoral de São Paulo, em decorrência de um afogamento. Em resumo, sofreu um novo derrame enquanto nadava e faleceu. Curiosamente, foi enterrado em Embu das Artes, também em São Paulo sob um nome falso.

E aí, aprendeu sobre a história de Josef Mengele? Então leia sobre Cidade mais antiga do mundo, qual é? História, origem e curiosidades.

Fontes: Wiki | DW | Aventuras na História | Super Interessante

Imagens: Aventuras na História | Wiki

More in Fatos&Fatos.com