Imprinting, o que é esse fenômeno que acontece na Saga Crepúsculo?

No ano de 2005, chegava às livrarias o primeiro livro da Saga Crepúsculo. Com uma abordagem nova sobre os vampiros, os livros e os filmes se tornaram um fenômeno mundial. Já no ano seguinte, o segundo livro, Lua Nova, acrescentava os lobos (transmorfos) à história. Além de apresentar ao público o fenômeno chamado imprinting. Que estava relacionado aos lobos. O que pudemos ver quando Jacob Black teve um imprinting com ninguém menos que Renesmee, filha de Edward e Bella.

De acordo com a Saga Crepúsculo, o imprinting é um fenômeno que acontece somente com os lobos. Em suma, acontece quando o lobo conhece sua ‘alma gêmea’. No entanto, o fenômeno não está relacionado apenas em termos românticos.

Dessa forma, quando o lobo tem um imprinting com alguém, ele vê naquela pessoa alguém para ele se dedicar, proteger e amar. Não necessariamente um amor romântico, mas um amor fraternal. Além de se tornar seu eterno protetor. Pois, tudo que ele quer é que o objeto de imprinting seja feliz, independente de sua própria felicidade.

Entretanto, o que muitos não sabem é que o imprinting não acontece apenas na ficção. De acordo com estudos realizados pela neurociência, um bebê pode ter um imprinting com sua mãe, logo após o parto. Ou seja, o vínculo que se cria entre a mãe e o bebê nos primeiros minutos após seu nascimento. Conhecido como amor à primeira vista.

Ademais, o fenômeno acontece quando o bebê é exposto visivelmente para a mãe. Então, ao olhar nos olhos da mãe, a conexão é estabelecida, o bebê já demonstra sua preferência pelo rosto da mãe. Inclusive, é bem parecido com o que acontece com os lobos na Saga Crepúsculo. Mas, no caso do bebê, essa conexão acontece provavelmente devido aos laços que são adquiridos ainda na vida uterina.

Imprinting: Saga Crepúsculo

Pinterest

De acordo com a Saga Crepúsculo, quando o lobo tem um imprinting com uma pessoa, ela passa a ser o centro de sua vida. Ou seja, nada mais importa para ele, apenas ela e a felicidade e bem estar dela. Sendo assim, dependendo da idade do objeto de imprinting do lobo, ele será como um irmão mais velho, um melhor amigo ou um protetor.

Portanto, não se trata apenas de amor romântico, mas pode acontecer, se a pessoa corresponder a esse amor. Pois, ela é livre para não aceitar o amor ou a proteção, o imprinting não é algo imposto para obrigá-la a ficar para sempre ao lado do lobo. E, ele irá aceitar e respeitar sua decisão. No entanto, normalmente, esse amor é correspondido, para a felicidade do lobo. Já que se não for correspondido, o lobo cairá em sofrimento, visto que ele não tem escolha. Assim, como não pode escolher com quem terá o imprinting e nem poderá passar pelo fenômeno novamente.

Mas, em Crepúsculo não fica muito claro o porquê esse fenômeno acontece. Há quem acredite que seja uma forma de garantir a transmissão de genes e gerar lobos mais fortes. O que não faria sentido, já que Jacob tem um imprinting com Renesmee, que é uma híbrida de humano e vampiro. Além disso, vale lembrar que os lobos são inimigos naturais dos vampiros.

A principal lei dos lobos

Cinema

Uma das leis mais importantes para os lobos de Crepúsculo é que nenhum lobo pode jamais ameaçar ou machucar o objeto de imprinting de outro lobo. Mesmo que, inicialmente fosse considerado como inimigo da matilha. Pois, quebrar essa lei causaria uma dor irreparável para o lobo e toda a matilha, devido à conexão telepática que existe entre os lobos de cada grupo.

Então, caso um lobo mate acidentalmente ou não, o objeto de imprinting de outro lobo, os dois devem lutar até a morte de um deles. Ademais, o fenômeno só acontece após o processo de transformação. Onde cada lobo pode passar por isso apenas uma vez em sua vida. Mas, alguns dos lobos nunca passarão pelo imprinting.

Por fim, a conexão criada pelo imprinting acontece quando o lobo vê a pessoa pela primeira vez (troca de olhares). Ou que a revê pela primeira vez após sua transformação. E essa conexão é tão forte, que vem acima até mesmo da sua lealdade com a matilha.

As fases

Pinterest

O imprinting pode ser dividido em três fases. Onde cada fase é baseada em um tipo de relacionamento. Sendo elas:

  • 1ª fase: Acontece quando o imprinting é entre um lobo e alguém muito jovem, como uma criança ou bebê. Nessa fase, o relacionamento desenvolvido será apenas o de um irmão mais velho e protetor.
  • 2ª fase: Então, conforme for crescendo, o relacionamento se torna como de melhores amigos.
  • 3ª fase: Na fase adulta, é comum que o lobo desenvolva sentimentos românticos pelo objeto de imprinting. Que podem ou não ser retribuídos. Dessa forma, caso não seja retribuído, o lobo respeitará e seguirá como seu eterno protetor. Entretanto, nunca será capaz de desenvolver sentimentos por outra pessoa.

Lobos que tiveram imprinting

Aficionados

De acordo com o livro Crepúsculo – Guia Oficial Ilustrado da Série, apenas na matilha Quileute, cinco lobisomens tiveram imprinting. São eles:

Sam Uley – antes de sua transformação, o líder da matilha namorava com Leah. Mas, após sua transformação, Sam teve um imprinting com a prima de Leah, Emily. Devido à forte conexão do fenômeno, Sam terminou com Leah para ficar com sua prima. Porém, mesmo após muitas explicações, Leah guardou mágoa por muito tempo.

Jared Cameron – seu imprinting aconteceu com uma colega de escola que já era apaixonada por ele. Ou seja, foi bem mais tranquilo do que com o Sam.

Quil Ateara – teve um imprinting com uma menina de dois anos chamada Claire, o primeiro da Saga entre duas pessoas com grande diferença de idade. Por isso, a princípio foi considerado impróprio. Mas, logo a matilha compreendeu que se tratava de um sentimento puro e inocente.

Jacob Black – assim como Quil, Jacob teve imprinting com um bebê, Renesmee. O momento foi bem oportuno, já que os lobos estavam em guerra com os Cullen. Cujo objetivo era matar o bebê de Bella, por acharem que ela seria uma ameaça à tribo. Dessa forma, com o imprinting, tudo mudou, os lobos não podiam fazer nada contra Renesmee. Afinal, era a lei mais importante da matilha.

Paul Lahote – teve um imprinting com uma das irmãs mais velhas de Jacob, Rachel. Embora Jacob não tenha ficado muito satisfeito com Paul entrando para sua família, não podia fazer nada.

O imprinting de Jacob

No último livro da Saga Crepúsculo, Jacob tem um imprinting com Renesmee. De acordo com o livro Amanhecer, Jacob estava prestes a matar a filha de Edward e Bella, pois acreditava que ela era culpada pela morte de Bella. Então, quando Rosalie segurava Renesmee em seus braços, Jacob a vê enquanto planejava atacá-la. Mas, ao olhar em seus olhos, a conexão acontece e Jacob caí de joelhos diante Renesmee.

No filme, podemos ver bem como funciona o imprinting, quando Jacob vê partes de sua futura vida ao lado de Renesmee. Ou seja, uma vida toda de dedicação a ela, para protegê-la e amá-la da forma que ela precisar. Sendo assim, Jacob diz: “Não é como amor à primeira vista, realmente. É mais como…. a gravidade muda… de repente. Não é mais a Terra me prendendo aqui, é ela… Você se torna o que quer que ela precise que você seja, seja um protetor, um amor, ou um amigo.”

Imprinting na vida real

Mil dicas de mãe

Não é só na Saga Crepúsculo que acontece o imprinting. De acordo com estudos, o fenômeno acontece com os seres humanos. Mais precisamente, quando o bebê nasce e olha sua mãe pela primeira vez. Nesse momento, uma conexão profunda acontece, o bebê reconhece sua mãe. E o vínculo que vinha se formando durante a gestação é consolidado.

Em suma, para que o imprinting acontece, o bebê deve olhar fixamente nos olhos de sua mãe. Pois, essa é a primeira impressão do mundo externo que fica fixada na mente do bebê. Ademais, essa descoberta foi feita pelo pesquisador Konrad Lorenz, em 1973. Que lhe rendeu um Prêmio Nobel de Medicina.

Dessa forma, o imprinting comprovou o quanto é importante os primeiros momentos da mãe com o bebê. Segundo estudiosos, o bebê precisa dessa primeira conexão para desenvolver apego pela mãe e se sentir seguro.

Mas, infelizmente hoje em dia os partos são muito corridos, os procedimentos obstétricos deixam pouco tempo para a mãe e o bebê. Muitas vezes, mal dão uma olhadinha e o bebê já é levado para ser medido, pesado e limpo.

Por isso, recentemente, o Ministério da Saúde recomendou que os bebês só passem pelos procedimentos após a primeira hora de vida. E passem essa hora ao lado da mãe, para que a conexão ou o imprinting entre eles aconteça. Além de proporcionar um momento tranquilo e aconchegante para a família.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Melhores livros de romance da história: dos clássicos aos contemporâneos

Fontes: Aficionados, Instituto Nascer, Trocando Fraldas

Imagens: Youtube, Pinterest, Cinema, Mil Dicas de Mãe

More in Fatos&Fatos.com