fbpx

Ilíada, o que é? História e curiosidades sobre o poema épico

Em primeiro lugar, a Ilíada é considerada a obra mais antiga da literatura ocidental, mas também uma das mais importantes. Assim, é considerada um clássico, um importante documento histórico da Grécia Antiga. Nesse sentido, foi escrita pelo poeta grego Homero, no século VIII a.C

Basicamente, esse poema grego aborda sobre o conflito da Guerra de Troia, apesar de ter sido escrita quatro séculos após o conflito em si. Desse modo, se configura como um texto para entender o estilo de vida, valores morais e sentimentos dos indivíduos, em especial nas suas relações sociais na época.

Além disso, apresenta importantes personagens da mitologia grega, como Aquiles, Ulisses, Agamemnon, Helena de Troia e outros. Por essa perspectiva, se trata de um poema épico divido em 24 rapsódias, ou fragmentos de poesia. Entretanto, a divisão de cada fragmento da Ilíada é desigual, e tende a ser identificada por letras maiúsculas do alfabeto grego.

A narrativa da Ilíada

Em primeiro lugar, a Ilíada narra o nono ano da Guerra de Troia. Desse modo, se inicia abordando o conflito entre Agamemnon e Aquiles, herói mitológico que estava destinado a salvar a Grécia, mas morrer em batalha.

Em resumo, o conflito entre os dois teve início quando o rei de Micenas toma a jovem Briseida de Aquiles. Nesse sentido, Agamemnon descumpriu um acordo, pois a jovem havia sido entregue ao herói grego como um prêmio, após uma importante batalha. Consequentemente, Aquiles decide retirar suas tropas da guerra contra os troianos, em sinal de revolta pela atitude do rei de Micenas.

Seja como for, a Ilíada tem início a partir desse ponto da Guerra de Tróia. A princípio, narra as derrotas dos gregos após a retirada de Aquiles da Guerra de Troia. Em especial, esses eventos acontecem como previsto pelo Oráculo, que visualizou o fracasso dos gregos na ausência do herói.

Ilíada - história e curiosidades sobre o poema épico
Aquiles arrastando o corpo de Hector ao redor das muralhas de Troia – Fonte: MeisterDrucke

Conclusão do poema épico

Entretanto, a morte de Pátroclo traz o guerreiro de volta aos campos de batalha, principalmente porque ambos eram amigos. Basicamente, Pátroclo decidiu reverter as incontáveis derrota dos gregos ao fingir ser Aquiles. Porém, acaba sendo assassinado por Heitor, filho do rei de Tróia, no campo de guerra.

Desse modo, Aquiles retorna ao conflito alimentado buscando vingança. Eventualmente, consegue conter o avanço dos troianos e fazê-los recuar. Além disso, persegue e assassina Heitor após uma batalha sangrenta.

Ademais, lança seu corpo aos cães e o humilha publicamente por arrastar seu corpo junto ao seu veiculo de guerra. Por fim, a Ilíada se encerra narrando os eventos do funeral de Heitor, que ocorre somente após a intervenção de Zeus e as súplicas do rei de Troia. Assim, acontece uma breve trégua para que as partes possam enterrar seus mortos e cumprir os rituais de luto.

Ilíada - história e curiosidades sobre o poema épico
“A apoteose de Homero”, obra de Jean Auguste Dominique – Fonte: Blog Letras

Quem foi Homero?

Em primeiro lugar, Homero é o autor da Ilíada, mas também da Odisseia. Desse modo, é considerado um dos maiores poetas da Grécia Antiga, em especial pela sua contribuição cultural.

No geral, existem incontáveis teorias a respeito dos detalhes da sua vida. A fim de entender a dimensão do mistério, os historiadores discutem oito possíveis cidades que teriam sido sua terra natal. De qualquer modo, estima-se que viveu por volta dos séculos IX e VII a.C, em um período conhecido popularmente como Período Homérico.

Curiosamente, nenhuma de suas obras foram propriamente escritas, pois a poesia época costumava ser cantada na Antiguidade. Em outras palavras, tanto a Ilíada quanto a Odisseia foram conversadas pela tradição oral. Eventualmente, foram transcritas e registradas em documentos formais para a posteridade.

Por fim, Homero faz parte dos mistérios da humanidade, principalmente pela existência de tantas versões sobre sua vida. Nesse sentido, cabe citar que existe um debate teórico a respeito da sua vida. Por exemplo, o autor grego Herótodo narra episódios de convivência com o poeta épico quatro décadas antes da data de nascimento que se tem registrada.

Apesar disso, suas produções são importantes documentos para a compreensão do imaginário coletivo da Grécia Antiga. Ainda que não se saiba ao certo quais detalhes em suas obras são realidade e ficção, Homero deixou um importante legado à História.

Ilíada - história e curiosidades sobre o poema épico
Fonte: Greelane

Curiosidades sobre a Ilíada

Como citado anteriormente, a Ilíada é considerada a obra mais antiga da literatura ocidental. Além disso, apresenta em sua narrativa diversos mitos envolvendo outras figuras lendárias, como a Deusa Atena e Afrodite. Desse modo, envolve a cultura da Grécia Antiga em eventos de cunho histórico.

Por outro lado, Homero também é o autor da Odisseia. Nesse poema épico, o herói Ulisses enfrenta aventuras, dez anos após o encerramento da Guerra de Troia. Basicamente, o poeta épico produziu uma obra a partir de outra perspectiva sobre o mesmo evento retratado na Ilíada.

Basicamente, a Ilíada é composta por 24 cantos irregulares em sua estrutura. Porém, narra detalhadamente as ações de heróis gregos e guerreiros troianos. No geral, associa-se essa riqueza de conteúdo à tradição oral. Em especial porque cada narrador adicionava detalhes e aprofundava a história da Ilíada, na medida que ela era passada entre gerações.

Por essa perspectiva, estima-se que a Ilíada, assim como a Odisseia, foram transcritas séculos após sua morte. Comumente, associa-se a autoria das transcrições desses poemas épicos ao estadista ateniense Psístrato, que viveu entre 605 e 527 a.C.

E aí, gostou de aprender sobre a Ilíada? Então leia sobre Amazonas, quem foram? Origem e história das guerreiras mitológicas.

Fontes: Toda Matéria | Escola Britannica | Brasil Escola | Sua Pesquisa

Imagens: Greelane | Brasil Escola | Blog Letras | MeisterDrucke

More in Fatos&Fatos.com