Erínias, quem são? História da personificação da vingança na mitologia

Em primeiro lugar, as Erínias são figuras mitológicas que representam a personificação da vingança, também chamadas de Fúrias pelos romanos. Desse modo, são semelhantes a Nêmesis, uma das filhas da deusa Nix que punia os deuses. Porém, as três irmãs eram responsáveis por punir os mortais.

Nesse sentido, essas figuras mitológicas viviam no submundo, o reino de Hades, onde trabalhavam torturando as almas pecadoras e condenadas. Contudo, viviam nas profundezas do Tártato, sob o domínio de Hades e Perséfone.

Portanto, as Erínias são Tisífone, que representa o Castigo, Megera, que representa o Rancor, e Alecto, a inominável. A princípio, Tisífone era vingadora dos assassinatos, como parricídios, fratricídios e homicídios. Desse modo, açoitava os culpados no submundo e enlouquecia-os durante a punição.

Logo em seguida, Megera personifica o rancor, mas também a inveja, a cobiça, e o ciúme. Sendo assim, punia principalmente aqueles que praticavam delitos contra o matrimônio, em especial a infidelidade. Ademais, causava pavor nos castigados, fazendo-os fugir eternamente, em um ciclo contínuo.

Sobretudo, a segunda Erínia utilizava de gritos constantes aos ouvidos do criminoso, torturando-os com a repetição dos pecados que cometeram. Por fim, Alecto é a representação do implacável, carregando a cólera. Nesse contexto, trata dos delitos morais, como a ira, a cólera e a soberba.

No geral, é a mais próxima e parecida com Nêmesis, porque ambas atuam de maneiras semelhantes, porém, em esferas diferentes. Curiosamente, é a Erínia responsável por espalhar pestes e maldições. Ademais, perseguia os pecadores para que eles enlouquecessem sem dormir.

Erínias, quem são? História das personificações da vingança na mitologia
Fonte: Grupo Meio do Céu

História das Erínias

Comumente, existem diversas versões a respeito do mito de origem das Erínias. Por um lado, algumas histórias relatam seus nascimentos a partir das gotas do sangue de Urano quando ele foi castrado por Cronos. Desse modo, seriam tão antigas quanto a criação do Universo, sendo uma das primeiras figuras mitológicas.

A partir desse ponto, teriam sido designadas ao Tártaro para cumprir a função de torturar as almas pecadoras. Em contrapartida, outros relatos as colocam como filhas de Hades e Pérsefone, criadas exclusivamente para atender ao reino do submundo. Apesar da missão principal de punir os mortais, as Erínias também atuavam contra os semideuses e heróis em usas missões.

Sobretudo, as irmãs estão envolvidas na criação do mundo com outras divindades primordiais, incluindo o surgimento do Monte Olimpo e seus deuses. Porém, ainda que fossem mais antigas que os deuses gregos, as Erínias não tinham autoridade sobre eles e não estavam submetidas ao poder de Zeus. Contudo, viviam às margens do Olimpo porque eram rejeitadas, mas toleradas.

Ademais, costumam ser representadas por mulheres aladas com aparências cruéis. Também apresentavam olhos sangrentos e cabelos repletos de serpentes, semelhantes à Medusa. Além disso, carregam chicotes, tochas acesas e possuem garras pontiagudas constantemente apontadas aos mortais nas obras em que aparecem desenhadas.

Erínias, quem são? História das personificações da vingança na mitologia
Fonte: Pinterest

Curiosidades e simbologia

A princípio, as Erínias eram convocadas quando maldições clamando vinganças eram lançadas no mundo dos mortais ou dos deuses. Desse modo, eram agentes de vingança e do caos. Apesar disso, apresentavam um lado complacente e justo, porque atuavam somente dentro de seus domínios e a partir da designação sob a qual eram responsáveis.

Porém, diante da missão de punir os mortais, as três irmãs perseguiam os responsáveis incansavelmente até concluir o objetivo final. Ademais, puniam ofensas contra a sociedade e a natureza, como por exemplo perjúrio, violação de rituais religiosos e crimes variados.

Sobretudo, eram utilizadas como figuras mitológicas para ensinar aos indivíduos da Grécia Antiga sobre a punição divina mediante o descumprimento de leis e códigos morais. Ou seja, mais do que personificar a vingança da natureza e dos deuses contra os mortais, as Erínias simbolizavam a ordem entre os deuses e a Terra.

Curiosamente, haviam cultos e rituais em respeito às três irmãs, envolvendo o sacrifício de animais, principalmente carneiros negros. Mais ainda, em Arcadia, unidade regional da Grécia, haviam dois santuários consagrados para elas.

E aí, aprendeu sobre as Erínias? Então leia sobre Cidade mais antiga do mundo, qual é? História, origem e curiosidades.

Fontes: Mitologia e Civilização Grega | Amino | Literalmente | Expositivo | Eventos e Mitologia Grega

Imagens: Pinterest e Grupo Meio do Céu

More in Fatos&Fatos.com