fbpx

Efeitos do açúcar no corpo – Riscos do consumo excessivo

Não é novidade que o consumo excessivo de açúcar tornou-se uma preocupação mundial. Inclusive, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu uma nova diretriz para incentivar os países a reduzirem o consumo de açúcar para até 5% da dieta diária da população. Apesar de parecer inofensivo, alimentos ricos em açúcar causam efeitos negativos no corpo e na saúde em geral.

O açúcar vem em muitas formas e está presente em diversos alimentos, então aprender como identificá-lo não é muito simples. O açúcar é um composto natural de algumas frutas, vegetais e laticínios e pode ser processado a partir da planta da cana-de-açúcar em grânulos e xaropes. Além disso, ele também é encontrado em xaropes naturais feitos de mel, tâmara ou arroz integral.

Portanto, os efeitos do açúcar no corpo vão muito além de um simples aumento no consumo de calorias. O consumo de açúcar afeta órgãos em todo o corpo, incluindo o fígado e o coração. Consequentemente isso aumenta o risco de doenças e pode afetar até mesmo a atividade cerebral. Ou seja, o açúcar mexe com o funcionamento do seu corpo da cabeça aos pés – desde pequenos incômodos até condições de saúde potencialmente graves. Continue lendo para saber mais.

Açúcar e Nutrição

Fonte: Pexels

Mais açúcar equivale a mais calorias sem qualquer valor nutricional. Por isso, o consumo em excesso gera aumento de peso. Para esclarecer, quando os alimentos açucarados constituem uma grande parte de sua dieta, seu corpo recebe mais calorias do que precisa. Ademais, optar por comidas mais doces pode impedir o consumo de alimentos saudáveis ​​que fornecem ao corpo os nutrientes que ele precisa para funcionar adequadamente.

Dessa forma, pessoas com altos níveis de consumo de açúcar têm muito mais probabilidade de se tornarem obesas ou com sobrepeso, inclusive crianças. Na verdade, as crianças que ingerem uma porção de bebida adoçada com açúcar diariamente têm 60% mais chances de se tornarem obesas, além de todos os problemas de saúde potenciais que vêm junto com o excesso de peso.

Embora alguns especialistas evitem rotular o açúcar como um produto viciante, está claro que o corpo recebe uma sensação prazerosa ao consumir açúcar, o que pode dificultar o hábito de abandoná-lo. Por isso, reduzir lentamente o consumo de açúcar também pode ser uma maneira eficaz de se libertar do ‘vício de doces’ para melhorar sua saúde geral.

Efeitos do açúcar no cérebro

Fonte: Pexels

Comer grandes quantidades de açúcar pode afetar as vias do cérebro, diminuindo potencialmente a capacidade de armazenar novas informações. Além disso, o açúcar pode interferir na comunicação entre as células nervosas, alterando potencialmente seu humor, memória e processamento de informações. Da mesma forma, dietas com alto teor de açúcar também podem aumentar o risco de depressão em 58%.

Portanto, embora você possa se sentir bem ao comer alimentos doces, com o tempo, o consumo de açúcar pode causar sérios problemas ao seu corpo e a sua mente.

Efeitos nocivos do açúcar no corpo

Aumenta o risco de AVC e problemas cardíacos

Fonte: Pexels

Adotar uma dieta rica em açúcar aumenta significativamente o risco de problemas cardíacos. Pois, todo o açúcar que você consome entra na corrente sanguínea como parte do processo natural do corpo. Isso quer dizer que quanto mais açúcar você consome, mais altos os níveis de açúcar no sangue aumentam. Como resultado, todo esse açúcar vai para o coração, onde estudos mostram que pode causar danos ao músculo vital.

O açúcar pode afetar o funcionamento do órgão, causar inflamação do revestimento das artérias e com o tempo, isso pode levar à insuficiência cardíaca. Ademais, a frutose – que é um tipo de açúcar, em excesso no sangue pode reduzir os níveis de colesterol bom, aumentando a produção de triglicerídeos. Consequentemente, isso pode aumentar o risco de acidente vascular cerebral (AVC) ou ataque cardíaco.

Cáries

Fonte: Pexels

O açúcar começa a destruir seu corpo assim que você o coloca na boca. Ou seja, o açúcar fornece energia para as bactérias nocivas da boca, aumentando o risco de cáries. No entanto, o açúcar não é a única causa das cáries, isto é, quaisquer carboidratos, como pão, batata e arroz por exemplo, podem contribuir para este problema.

Além disso, muitas guloseimas açucaradas, como refrigerantes, biscoitos e doces, permanecem nos dentes por períodos mais longos porque não são facilmente removidos pela saliva. Com efeito, esse tempo prolongado nos dentes dá ao açúcar mais tempo para produzir o ácido que pode causar cáries.

Prejudica o fígado

Efeitos do açúcar no corpo: entenda os riscos do consumo excessivo
Fonte: Pexels

Comer quantidades excessivas de açúcar pode sobrecarregar o fígado. Conforme o açúcar se decompõe no fígado, ele se transforma em glicose e frutose. Em pequenas quantidades e em formas naturais, como o açúcar de frutas frescas, um fígado saudável é facilmente capaz de transformar a frutose em glicogênio, que é então armazenado até que o corpo precise dele.

Todavia, quando o fígado fica cheio de glicogênio devido ao consumo excessivo de açúcar, os níveis de frutose aumentam e o fígado acaba transformando-os em gordura. Essa gordura pode ficar presa no órgão, o que causa um fígado gorduroso não alcoólico. Em outras palavras, o consumo excessivo de açúcar pode eventualmente ter os mesmos efeitos prejudiciais ao fígado que o álcool.

Síndrome Metabólica e Diabetes

Efeitos do açúcar no corpo: entenda os riscos do consumo excessivo
Fonte: Pexels

O consumo excessivo de açúcar pode estar relacionado à resistência à insulina, uma das etapas iniciais em uma série de problemas de saúde, incluindo síndrome metabólica e diabetes. A insulina é necessária para que a glicose entre nas células, mas com o tempo, as células podem se tornar resistentes aos efeitos da insulina.

Quando a resistência à insulina começa, o pâncreas tenta compensar produzindo ainda mais insulina para controlar os níveis de açúcar no sangue. No entanto, com o tempo, a resistência aumenta até que o pâncreas não consegue mais produzir insulina suficiente, causando um grande aumento nos níveis de açúcar no sangue, podendo causar diabetes tipo II.

Como evitar comer açúcar em excesso

  • Acompanhe a quantidade de açúcar que você consome diariamente;
  • Leia os rótulos nutricionais;
  • Evite comer alimentos ultraprocessados;
  • Corte uma fonte de açúcar por semana ou evite comer a sobremesa para um ou dois dias por semana;
  • Adote uma dieta balanceada com frutas, vereais, iogurte natural, aveia e alimentos semelhantes;
  • Evite ingerir bebidas açucaradas;
  • Faça atividades físicas e procure investir nos seus hobbies para se distrair e driblar a vontade de comer doces.

Agora que você já sabe quais os efeitos do açúcar no corpo, clique e confira: 10 alimentos que causam depressão e você não sabe

Fontes: Tua Saúde, Clinicador, Cuidai, GauchaZH

Fotos: Pexels

More in Fatos&Fatos.com