fbpx

Diferença entre psicólogo e psiquiatra – Qual tratamento escolher?

Apesar de ambos trabalharem no tratamento e cura de condições de saúde mental, psicólogo e psiquiatra apresentam algumas diferenças. Em alguns casos, inclusive, essas diferenças resultam em tratamentos combinados, para obter melhores resultados.

Primeiramente, a principal diferença está na área de formação de cada um dos profissionais. Enquanto psicólogos precisam cursar faculdades de Psicologia, os psiquiatras são profissionais de Medicina.

Além disso, as áreas de atuação possuem outros pontos de diferença, bem como os tipos de tratamentos possíveis e utilizados por cada especialista.

Psicólogo

Diferença entre psicólogo e psiquiatra - qual tratamento escolher?
BeingWell

O psicólogo atua de formas mais amplas no mercado, podendo estar em consultórios, hospitais, instituições de saúde diversas ou mesmo outras corporações. Para isso, precisam cursar Psicologia por cinco anos, capacitando-se para diagnosticar e tratar processos de pensamento, comportamento e interação dos indivíduos com o ambiente.

Quando atua em consultórios, são chamados de psicólogos clínicos e utilizam diferentes vertentes e escolas de pensamento para lidar com os pacientes. A partir da análise de padrões de comportamento, discurso, sentimentos e emoções, o profissional ajuda o paciente a identificar a origem dos problemas e encontrar formas de corrigi-los.

Além da atuação convencional em consultórios, o psicólogo também pode atuar em diversas outras áreas, incluindo: escolar, organizacional, jurídica, esportiva e hospitalar, dentre outras.

No entanto, uma importante diferença entre psicólogo e psiquiatra é que esses não podem prescrever medicações.

Psiquiatra

Diferença entre psicólogo e psiquiatra - qual tratamento escolher?
NAMI

O psiquiatra é um profissional graduado em Medicina que concluiu a faculdade e passou por uma residência de ao menos três anos na prática de psiquiatria. Nesse período, o especialista passa por áreas variadas, incluindo neurologia, enfermagem, clínica médica, emergência psiquiátrica, dependência química, psiquiatria infantil, entre outros.

Após a finalização do período de residência, podem atuar tanto em hospitais psiquiátricos, como hospitais gerais ou consultórios particulares.

A principal diferença para os psicólogos, é que psiquiatras são médicos e, por isso, podem diagnosticar doenças neurológicas e prescrever medicamentos adequados.

No entanto, como muitas vezes esses tratamentos envolvem sintomas psicológicos, seja nos sintomas ou nos efeitos colaterais do tratamento, é importante que os tratamentos entre profissionais das suas áreas seja combinado.

Diferença de tratamentos

Diferença entre psicólogo e psiquiatra - qual tratamento escolher?
maple

Também existe uma série de diferenças entre psicólogos e psiquiatras quando o assunto são os tratamentos utilizados. Apesar de ambos partirem de métodos de psicoterapia, os psicólogos focam na observação do comportamento, procurando sinais e padrões que possam ajudar na construção do problema em tratamento.

Por outro lado, os psiquiatras partem para análises neuroquímicas e biológicas do problema. Sendo assim, os diagnósticos e tratamentos das condições passam diretamente pelo funcionamento do corpo humano. Antes de um diagnóstico de depressão, por exemplo, um profissional da área pode pedir exames de sangue e imagem ou testes psicológicos e neurológicos para lidar com o quadro.

Exatamente por conta da diferença de tratamentos utilizados por psicólogos e psiquiatras, não são raros os casos em que os trabalhos são feitos de forma multidisciplinar. Além disso, algumas condições ainda podem envolver outros profissionais, como médicos neurologistas, fonoaudiólogos e outras especialidades, a depender do diagnóstico.

Como escolher um profissional

Diferença entre psicólogo e psiquiatra - qual tratamento escolher?
hikewise

Por conta do desenvolvimento comum na recuperação de quadros de saúde mental, as atuações dos profissionais são complementares. Entretanto, é válido lembrar que os tratamentos com psicólogos não servem apenas para diagnósticos de condições neurológicas e problemas psiquiátricos.

Isso porque o processo de psicoterapia também é útil na recuperação de pessoas com dificuldade de enfrentar quaisquer problemas. Entre eles, podem estar problemas com relacionamento, família, emprego, luto, autoestima e vários outros.

Caso seja necessário, um psicólogo capacitado saberá o momento de indicar um tratamento complementar com um psiquiatra. Da mesma forma, um psiquiatra que encontra um paciente com dificuldades psicológicas para enfrentar os tratamentos sugeridos, também poderá indicar um profissional da área.

Fontes: Summit Saúde, Vitude, Psicólogo e Terapia, Unigranrio, Zenklub

Imagens: hikewise, maple, Neurology Advisor, BeingWell, NAMI

More in Fatos&Fatos.com