Chá de canela pode realmente causar um aborto?

Mulheres grávidas costumam receber algumas recomendações de alimentos que devem evitar, como bebidas com cafeína e peixe cru. Alguns chás também são considerados inimigos das gestantes, e um dos mais conhecidos, nesse caso, é o chá de canela. Segundo a crença popular, ele seria capaz de causar abortos. Mas será que isto é verdade?

A crendice tem fundamento científico: o chá de canela tem a capacidade de interferir no ciclo menstrual. Como estimula a contração uterina, a canela pode adiantar a menstruação entre 1 e 2 dias. Por isso, há também a recomendação de ingestão para mulheres que estão com a menstruação atrasada.

De todo modo, os estudiosos ressaltam que estes resultados tendem a ocorrer apenas para quem o toma em grande quantidade e em versões muito concentradas, como os que são preparados a partir de óleos essenciais.

Quais são os componentes do chá de canela?

(Fonte: The Bossy Kitchen)(Fonte: The Bossy Kitchen)

O chá de canela possui vários ingredientes que trazem benefícios à saúde. Ele é rico em cromo, que favorece o controle glicêmico e, por isso, é recomendado a pessoas com diabetes ou que querem controlar o peso.

Outra substância presente na canela é a cumarina, um metabólico secundário encontrado em algumas plantas. Quando consumida em excesso, a cumarina pode comprometer a coagulação do sangue, favorecendo a ocorrência de hemorragias.

A canela ainda é rica em cálcio, manganês e ferro, nutrientes que atuam no tecido conjuntivo e têm função na prevenção do envelhecimento precoce.

Por que a canela pode induzir um aborto?

(Fonte: Healthline)(Fonte: Healthline)

Um dado importante é que a canela tem propriedades termogênicas. Isto quer dizer que ela aumenta a circulação e a temperatura do corpo, além de estimular a queima de gorduras e as contrações musculares — incluindo o útero.

Por favorecer essas contrações, a canela estimula a liberação do endométrio, que é a parede interna do útero que se solta mensalmente quando não há fecundação do óvulo, ocasionando na menstruação. Por conta disso, a canela também é considerada um emenagogo natural — nome dado às ervas que estimulam o fluxo sanguíneo na região pélvica e no útero. Estas substâncias costumam ser ingeridas por mulheres com ciclos menstruais desregulados. 

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Há ainda associação da canela com abortos ocorridos em fase de pré-implantação, ou seja, antes de o embrião se “fixar” no útero. Por isso, para quem está tentando engravidar, não é uma boa ideia incluir este chá na dieta. 

Mas mais do que causar um aborto, o excesso do consumo de canela pode prejudicar uma grávida por conta da toxicidade. O exagero no consumo de cumarina tem efeitos tóxicos para o fígado, o que, certamente, é extremamente prejudicial para uma mulher que quer gerir uma criança.

No entanto, é importante lembrar que se fala aqui em altas quantidades da substância. Por isso, se você consumiu uma xícara de chá de canela e descobriu que está grávida, não há motivo para desespero.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.