Cérbero, quem é? História do cachorro mitológico de três cabeças

O Cérbero é um cachorro de aspecto monstruoso da mitologia grega, mas existem outros detalhes sobre sua história. Primeiramente, esse animal apresenta três cabeças caninas, uma cauda de serpente e garras de leão. Nesse sentido, é um cão gigante com uma aparência feroz e também desempenha a função de guardião do submundo.

Basicamente, esse monstro mitológico costuma ser apresentado como o cão de guarda do reino de Hades. Sendo assim, é quem permite a entrada e saída de indivíduos desse reino, em especial por estar acorrentado entre as portas.

No geral, sua parentalidade está associada com os monstruosos gigantes Tifão e Echidna. Além disso, é apresentado como irmão de outros monstros mitológicos, como a Quimera e a Hidra de Lerna. Comumente, sua representação envolve olhos da cor de sangue, uma pelugem escura e um marcante aspecto selvagem.

Cérbero, quem é? História do cachorro mitológico de três cabeças
Fonte: Muito Curioso

O Cérbero e o trabalho final de Hércules

Em primeiro lugar, Hércules foi enviado por Zeus para cumprir doze missões a fim de cumprir uma penitência e se provar digno como um herói do Olimpo. Nesse processo, seu irmão Euristeu ficou encarregado de determinar as tarefas, sob decisão do Oráculo de Delfos.

Sobretudo, as selecionou com alto nível de dificuldade porque desejava que Hércules não tivesse sucesso, em especial por temer que ele o destronasse. Contudo, Hércules conseguiu cumprir todas as missões, desde capturar o temível Touro de Creta até matar o Leão de Nemeia. Portanto, para a última tarefa, o rei Euristeu de Micenas decidiu o enviar para além dos domínios terrestres.

Sendo assim, Hércules foi encarregado de enfrentar o cão de guarda do submundo, tendo que seguir viagem até os domínios de Hades. A princípio, o herói conseguiu adentrar o reino dos mortos em segurança, mas no processo se envolveu em outras aventuras. Resumidamente, acabou libertando Teseu e Ascáfalo, dois heróis e semideuses em missões individuais.

Porém, ao se apresentar a Hades, o deus do submundo negou-se a entregar o Cérbero e deixá-lo morrer. Desse modo, ambos acabam batalhando, mas eventualmente o herói reverte a situação ao acertar uma flecha no ombro de Hades. Como consequência, o deus concorda com a missão de Hércules, entretanto, apresenta suas condições.

Em resumo, o herói do Olimpo deve dominar o Cérbero utilizando somente suas mãos e com o corpo protegido pela couraça que carregava. Todavia, Hades não tinha conhecimento que Hércules estava vestido com a pele do Leão de Nemeia, o que o fazia indestrutível. Sendo assim, sua missão teve início no reino dos mortos.

Cérbero, quem é? História do cachorro mitológico de três cabeças
Fonte: Mitando

Lições morais e simbolismos

Basicamente, Hércules agarrou o Cérbero pelas patas e enlaçou os três pescoços do animal entre os braços. Entretanto, foi atacado repetidamente pela causa de serpente. Apesar disso, o herói olímpico manteve-se resiliente, aproveitando da proteção da couraça até que o monstro foi dominado.

Nesse sentido, cabe explicar que Hércules não matou o monstro mitológico, pois somente o imobilizou sob seus domínios. Ademais, como cumpriu o desafio de Hades, o herói pôde sair do reino dos mortos em segurança. No entanto, ao apresentar a conclusão de sua missão para Euristeu, o rei micênico ficou apavorado e rapidamente se escondeu.

Por fim, o Cérbero não teve uso algum a Euristeu e acabou sendo devolvido ao submundo. Apesar disso, a principal lição associada ao mito desse monstro está associado ao fato de que ele simboliza a conclusão das doze tarefas de Hércules. Sendo assim, representa o final de um ciclo e também um totem da coragem heróica necessária para enfrentar todos os desafios dessa história.

Por outro lado, quando se coloca em perspectiva que o Cérbero é um cão de guarda, cabe ressaltar o seu papel como mediador. De certa forma, esse animal mitológico simboliza a passagem entre dois mundos, em especial por ter uma visão poderosa. Nesse sentido, estima-se que o Cérbero também transformava pessoas em pedra, quando elas o encaravam profundamente.

Ainda que seja uma criação monstruosa, essa figura mitológica protagoniza contos e mitos a respeito da jornada de heróis ao submundo. Além disso, faz parte do imaginário coletivo a respeito do deus Hades e seu reino dos mortos.

E aí, gostou de aprender sobre o Cérbero? Então leia sobre O que é cor? Definição, propriedades e simbolismos.

Fontes: Portal dos Mitos | Muito Curioso | Conceitos | Infopédia

Imagens: Muito Curioso | Mitando | Universo Leitura Seres Mitológicos

More in Fatos&Fatos.com