fbpx

Cartel traficava cocaína em próteses mamárias

A polícia colombiana conseguiu desmantelar, no começo deste mês (10), um cartel de drogas da cidade de Cáli, na Colômbia, que aliciava diversas mulheres para fazer implantes mamários que, em vez de silicone, eram preenchidos com cocaína líquida.

Fonte: FiscalizaCol/Newsflash/Reprodução
Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução

Conhecidos como “Os Cirugiões”, os membros da quadrilha recrutavam mulheres da região e, após um trabalho de persuasão, as convenciam a fazer implantes de mama e panturrilha, que eram preenchidos com uma versão líquida do alcaloide usado como droga recreativa.

Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução
Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução

Segundo o jornal local Diario Occidente, a Procuradoria-Geral da República colombiana afirmou que a droga implantada nos seios e nas pernas das jovens teria como destino a Espanha. Mas, por meio de uma ação de unidades do 12º e 13º Batalhão de Operações Terrestres da 3ª Brigada do Exército Nacional, os suspeitos foram capturados e levados para investigações em Cáli e Medellin.

A prisão

Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução
Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução

A prisão ocorreu, segundo o periódico, após longa operação policial. As evidências foram coletadas através de grampeamento telefônico, vigilância e  monitoramento de e-mails As ações demonstraram que o grupo já vinham operando no esquema há pelo menos três anos.

Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução
Fonte: FiscaliaCol/Newsflash/Reprodução

As mulheres eram atraídas com promessas de empregos bem remunerados na Europa, se concordassem em se submeter às cirurgias estéticas realizadas em salas improvisadas em quartos de motéis ou apartamentos alugados. As cirurgias eram realizadas por um cirurgião de um hospital de Cáli e outra pessoa que se passava por médico, mas não possuía credenciais.

As vítimas se recuperavam nos quartos alugados e eram posteriormente enviadas em voos comerciais para Madrid, onde eram de novo levadas a salas de cirurgia improvisadas para que as próteses preenchidas com cocaína fossem removidas.

More in Fatos&Fatos.com