Campus Party Brasília tratou dos riscos do mau uso da internet

A quarta edição da Campus Party Brasília aconteceu na última semana e entre os assuntos debatidos durante as palestras do Dr. Fabiano de Abreu Agrela estavam os riscos do mau uso da internet. De acordo com o professor, na palestra, que teve todas as cadeiras ocupadas, foi notório que mais da metade do público que assistia não era composto por jovens, mas sim por pais e professores preocupados.

“O mais gratificante foi ser abordado por jovens que gostariam de entender como funcionam as pesquisas científicas e onde publicar. Isso mostra a carência nacional de locais para publicação. Ofereci o suporte da minha equipe e meu periódico que é gratuito e logo que der início a revista científica Campus Party, muitos jovens poderão se tornar investigadores, pesquisadores e quem sabe formamos mais cientistas”.

Ainda segundo o neurocientista, na plateia também estava uma minoria de jovens preocupados com o próprio futuro e com as condições psicológicas.

“Isso tem relação com o uso excessivo de redes sociais onde a região da prevenção e tomada de decisões no cérebro está afetada. O virtual, semântico ao irreal, é uma cultura de rede social formatada onde muitos desses jovens acreditam ter razão, não percebem a necessidade de ajuda e mudança de hábitos. O narcisismo, fora de homeostase, é um sintoma dos transtornos de personalidade dramática que já configura um problema, derivado desta cultura de uso excessivo de celular”, disse.

aO palestrante Dr. Fabiano de Abreu Agrela na Campus Party Brasília. (Fonte: Arquivo Pessoal / Divulgação)

Fabiano afirmou que o grande problema também acontece pela falta de percepção dos jovens sobre a necessidade de ajuda ou na vontade de aprender sobre esses riscos.

“Existe uma dificuldade na vontade de aprender porque existe a região da tomada de decisões, que é mesma da prevenção e da lógica. Então, ela pode estar afetada. Também devemos levar em consideração que essa região ainda não está formada nos jovens, pois só termina de se formar dos 24 aos 30 anos e que está afetada por esse uso excessivo de redes sociais”, disse.

Entre o público presente, conforme Fabiano, estavam pais, professores, psicólogos, já que são os mais preocupados sobre a temática.

“Os jovens que estavam lá são todos acadêmicos e vieram falar comigo. Pediram dicas sobre a carreira de pesquisador e estavam preocupados consigo mesmo”, contou.

Tour na Bolívia

O professor Fabiano de Abreu também é um dos palestrantes do maior evento de medicina da Bolívia, o XI Congreso Internacional de Medicina de La Universidad de Aquino, que acontecerá nas cidades de La Paz, Santa Cruz, Cochabamba e Oruro.

O neurocientista vai falar sobre os riscos das redes sociais para a inteligência, transtornos e doenças mentais e leva consigo o nome da Logos University International onde é Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia, da Universidad Santander onde é professor, cientista e embaixador do primeiro curso de neurociência da história do México, do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito – CPAH, da Redilat, rede de cientistas latino-americanos e da Society for Neuroscience dos Estados Unidos.

More in Fatos&Fatos.com