fbpx

Calendário juliano – História do calendário criado por Júlio César

O calendário juliano foi criado por Júlio césar, em 46 a.C., para corrigir as discrepâncias de data do calendário romano. Assim como o calendário gregoriano, utilizado atualmente na maior parte do mundo, o ano tinha 365 dias, com 12 meses.

A princípio, o calendário intercalava meses de 30 e 31 dias, com exceção de februaris, com 29 ou 30. Eventualmente, o calendário passou por modificações que o deixaram igual ao calendário utilizado atualmente para padronização de datas internacionais.

Apesar de ter sido abandonado pela maior parte dos países, o calendário juliano ainda é utilizado por cristãos ortodoxos.

História do calendário juliano

Calendário juliano - história do calendário criado por Júlio César
time and date

O calendário surgiu quando Júlio César decidiu fazer alterações no método de controle data utilizado na época, em Roma. Ele tomou a decisão depois de perceber que as comemorações de primavera estavam ocorrendo em dias de inverno, sob conselho de astrônomos egípcios.

A partir das alterações, então, o calendário que era lunisolar (baseado nos movimentos da lua e do sol), passou a ser solar.

A transição oficial para o novo calendário juliano aconteceu em 46 a.C. Para corrigir os erros das datas vigentes, o ano precisou ter 80 dias a mais, totalizando 445.

Calendário romano

Calendário juliano - história do calendário criado por Júlio César
LINE

Antes do calendário juliano, as datas em Roma eram determinadas pelo calendário romano. Ele foi criado em 753 a.C., por ordem de Rômulo, fundador da cidade.

A princípio, o calendário tinha apenas 304 dias, divididos em dez meses. Durante o governo de Numa Pompílio, então, foram acrescentados os meses de januaris e februaris. Com a adição, o calendário passou a ser regido por um sistema lunissolar, com 355 e 12 meses.

Para poder coincidir com o calendário solar, o calendário romano ainda ganhou o acréscimo de um décimo terceiro mês – mercedinus – que poderia ter 22 ou 33 dias. O mês, no entanto, só estava presente em anos alternados.

Dessa maneira, o calendário romano respeitava um ciclo de quatro anos que incluía: 12 meses (com 355 dias), 13 meses (377 dias), 12 meses (355 dias) e 13 meses (388 dias).

Calendário juliano

Calendário juliano - história do calendário criado por Júlio César
Rupert Shepherd

O calendário romano deixou de ser oficialmente utilizado a partir da adoção do calendário juliano, na intenção de eliminar alguns problemas de datas. Incomodado com o desajuste das estações do ano, Júlio César contou com a ajuda do astrônomo Sosígenes para fazer novos ajustes de tempo.

Com as alterações, todos os anos passavam a ter 365 dias, com 12 meses. Além disso, o ano passou a ter o início oficial no dia 1º de januaris.

Os meses do calendário juliano seguiam os mesmos nomes do romano: januaris, februaris, martius, aprilis, maius, junius, julius, augustus, september, october, november e december.

Ao longo dos anos seguintes, o calendário chegou a passar por outras modificações. O mês quintilis, por exemplo, passou a se chamar julius para homenagear o governante, morto em 44 a.C. Mais tarde, o Senado também decidiu homenagear César Augusto, dando seu nome ao oitavo mês do ano.

A alteração também fez com que augustus passasse a ter 31 dias, para receber a mesma importância que julius. Por causa disso, februaris perdeu um dia, passando a ter 28 ou 29, de acordo com a ocorrência de anos bissextos.

Ano bissexto

Calendário juliano - história do calendário criado por Júlio César
Forbes

Antes da definição de ocorrência de anos bissextos a cada quatro anos, ele surgia no calendário juliano a cada três. Dessa maneira, o calendário ainda incluía alguma diferença em relação ao ano solar.

O governo do Imperador Augusto, em 8 d.C., decretou a alteração que intercalou o ano cada quatro anos. Apesar disso, a regra ainda era diferente da conhecida hoje.

Atualmente, o calendário gregoriano considera que o ano bissexto também ocorre a cada quatro anos, mas com uma exceção: anos múltiplos de 100 mas não múltiplos de 400.

Fontes: Calendarr, Conhecimento Científico, Ensinar História, Calendário do Ano

Imagens: Rupert Shepherd, time and date, twitter, LINE, Forbes

More in Fatos&Fatos.com