fbpx

Boneca da Xuxa – Conheça a lenda urbana assustadora de 1989

No final da década de 80, surge uma lenda urbana sobre um brinquedo possuído pelo demônio que teria assassinado uma criança de 2 anos. De acordo com boatos, uma boneca da Xuxa, que apresentava um programa infantil na época, teria criado garras e matado uma menina no dia das crianças. Isso tudo teria acontecido na cidade de Sorocaba, São Paulo, mas a história logo se espalhou por todo o país, causando terror a todos.

A boneca da Xuxa era uma febre entre as crianças da época, todas as meninas queriam uma. De acordo com a lenda, a vítima teria insistido muito com sua mãe para ganhar uma. No entanto, a mãe sem dinheiro e já impaciente esbraveja que só poderia comprar a boneca ‘se o diabo mandasse o dinheiro’. E foi o que aconteceu no dia seguinte, a mãe teria recebido a quantia exata para comprar a boneca.

Em suma, a mãe foi até a loja e comprou o brinquedo, dando de presenta para a menina. Mas, enquanto a menina dormia com a boneca, ela teria sido possuída, se transformando em um monstro que matou a pequena menina. Por fim, a mãe teria levada a boneca até a igreja para que o brinquedo fosse exorcizado e destruído.

Boneca da Xuxa: origem

Diário Online

A boneca da Xuxa foi lançada em 4 de maio de 1987, pela Brinquedos Mimo, inspirada na rainha dos baixinhos. Em suma, no ano de 1985, Xuxa apresentava o programa Clube da Criança, na TV Manchete. Foi quando soube de uma menina que só dormia com uma boneca de pano inspirada nela feita pela mãe da criança. Dessa forma, Xuxa e a Mimo iniciaram as negociações para criar uma boneca inspirada nela. Então, após a data de lançamento ser adiada diversas vezes, a boneca da Xuxa finalmente foi lançada em 1987.

Enfim, a apresentadora acompanhou de perto todo o processo de criação, que foi desenhado por Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica. Enquanto que as roupas foram criadas especialmente pela estilista Márcia Cunha.

A primeira boneca da Xuxa lançada media 85 centímetros de altura, seu corpo era macio e flexível, o cabelo feito de náilon e com um cheirinho de erva-doce. Ademais, o sucesso do brinquedo foi tão grande, que foram vendidas cerca de 800 mil unidades, inclusive, no ano de 1991, a boneca começou a ser vendida em outros países da América Latina.

Boneca da Xuxa: lenda urbana

Youtube

A boneca da Xuxa era um fenômeno, todas as meninas queriam ter uma, foi nesse contexto que surgiu a lenda da boneca. De acordo com os boatos na época, uma boneca da Xuxa possuída pelo diabo estaria acorrentada no Museu Sacro da Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Ponte. Em suma, o brinquedo teria atacado uma criança de dois anos enquanto dormia, na periferia de Sorocaba em 1989.

Na verdade, existem duas versões da lenda, a primeira dizia que uma menina dormia com uma boneca da Xuxa na noite do dia das crianças. Então, o brinquedo teria assumido a forma de uma pessoa com garras, seios fartos e olhos demoníacos e matado a criança esganada.

No entanto, a segunda versão da lenda é mais elaborada, onde dizia que uma menina humilde via os anúncios da boneca na TV e insistia que queria ganhar uma. Porém, sua mãe estava desempregada e era pedinte na praça principal da cidade. Então, cansada de ouvir a insistência da menina, a mãe fala ironicamente que só compraria a boneca caso ‘o diabo mandasse o dinheiro’. E, assim, no outro dia, apareceu um montante com a quantia exata para comprar a boneca.

Dessa forma, a mãe cumpriu sua promessa e comprou o brinquedo, dando de presente para a filha no dia das crianças daquele ano. Mas, enquanto a menina dormia com a boneca, ela assumiu uma forma assustadora e acabou matando a menina. Por fim, a mãe levou a boneca até a igreja para que fosse exorcizada e destruída.

Repercussão da lenda

Pop Fantasma

Na época, o caso foi noticiado com destaque em vários jornais, como o Cruzeiro do Sul, Diário de Sorocaba e O Estado de S. Paulo. O que causou medo nos moradores da cidade, principalmente naqueles que possuíam a boneca da Xuxa. Com a história se alastrando, uma multidão foi até a igreja em novembro de 1989 para encontrar a tal boneca assassina. Pois, acreditavam que a boneca estivesse acorrentada no Museu Diocesano de Arte Sacra, nas galerias da igreja Catedral.

No entanto, o monsenhor Mauro Vallini que era o pároco da matriz, precisou fechar as portas da igreja para minimizar o tumulto. Logo depois, procurou a imprensa e a polícia para avisar que toda aquela história era apenas um boato. Mas, as histórias não cessaram, pelo contrário, se espalhou pelo país e em Minas Gerais, uma criança teria achado uma faca dentro da boneca Xuxa. Então, atendendo uma ordem do brinquedo, ela pegou a faca e matou sua mãe.

Atualmente, o pároco da Catedral, Tadeus Rocha Moraes, disse não ter conhecimento do caso de 1989, mas que não há nenhuma boneca guardada nas dependências da matriz. Inclusive, não há nenhum boletim de ocorrência sobre o caso feito na cidade de Sorocaba.

Comercial da Netflix traz a lenda urbana de 1989

Veja

Recentemente, a Netflix divulgou um vídeo em seu canal no Youtube, onde a boneca da Xuxa era uma enviada do Mundo Invertido dos anos 80. Em suma, a brincadeira recria um quarto de criança da época com outras referências ao período, onde o brinquedo está em um canto escuro do quarto. Dessa forma, recriando a lenda, os olhos da boneca se acendem diabolicamente e com uma voz assustadora ela invoca o temível Demogorgon (série Stranger Things).

Enfim, tudo não passa de uma piada, uma referência a lenda urbana da boneca e o terror das histórias criadas nos anos 80. Inclusive, a própria Xuxa participa do vídeo da Netflix, fazendo uma rápida narração avisando sobre os novos episódios da série Stranger Things que já estavam disponíveis.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Boneco Fofão – História e polêmicas sobre o brinquedo que marcou gerações

Fontes: Jornal Cruzeiro, Pop Fantasma, Wattpad, Canaltech

Imagens: Veja, Pinterest, Youtube, Diário Online

More in Fatos&Fatos.com