A Ursa Polar: falamos com os diretores do novo filme da Disney

Previsto para chegar à plataforma digital da Disney em 22 de abril, A Ursa Polar promete comover os espectadores ao apresentar a emocionante jornada de uma família de ursos-polares em um Ártico sob efeitos das mudanças climáticas. Misturando documentário com drama narrativo, a obra evidencia as consequências das ações humanas na natureza e revela como esses impactos determinam o nicho ecológico das espécies, especialmente das que vivem em condições extremas.

Para apresentar um pouco mais sobre a obra, o Mega Curioso teve a oportunidade de conversar com exclusividade com os diretores e investigar suas motivações para a realização do longa. À frente do filme, estão os renomados criadores da Disneynature, Alastair Fothergill (Deep Blue, Planet Earth) e Jeff Wilson (Frozen Planet, Penguins), que empreenderam um longo processo de estudos e filmagens para apresentar um conteúdo cientificamente rico e emocionante.

Confira a entrevista

Mega Curioso: Minha primeira pergunta é óbvia: como foi a experiência de filmar A Ursa Polar? Houve alguma diferença, por essência, entre esse filme e as produções anteriores?

Alastair Fothergill: A grande diferença entre os documentários em que Jeff e eu trabalhamos, em Frozen Planet e séries como essa, é que A Ursa Polar é um filme, e as pessoas esperam uma narrativa muito forte de uma produção do tipo; uma história que vai envolver você. E escrevemos um roteiro tradicional de Hollywood, com 40 a 50 páginas. Claro, os ursos nunca leram esse roteiro.
E provavelmente nosso principal desafio como diretores é garantir que tenhamos sempre o enredo em mente. E um enredo que atrairá o público amplo da Disneynature. Essa é a principal diferença entre [esse e] nossos outros trabalhos.

Mega Curioso: A Ursa Polar funciona como uma orquestra: trilha sonora, visuais, montagem e muito mais contribuem para o despertar de várias sensações. Entretanto, o tom familiar, memorialista e íntimo é inegável. A participação de Catherine Keener — dona da voz que narra a produção — buscou aproximar o filme de todos os públicos? É interessante educar, de uma forma didática e realista, as pessoas mais jovens para que elas percebam os impactos das ações humanas no meio ambiente?

Jeff Wilson: Acho que todas as coisas que você listou são realmente essenciais para ajudar nosso público a se envolver com a ursa. Acho que nosso trabalho é comunicar essa história e a mensagem por trás dela para um público que vai de 4 a 104 anos. E, para fazer isso, contamos com uma trilha fantástica do incrível Harry Gregson Williams, de nossos editores fantásticos, de nosso cenário fantástico e de Catherine, que apresentou uma narração absolutamente linda, cheia de emoção e cheia de insights. E a voz dela era perfeita para o nosso roteiro. Então todas essas coisas são muito importantes.
Sabemos que Alistair e eu tivemos a sorte de assistir a este filme em grupo em uma sala cheia de pessoas e ver pessoas de idades de 8 a 80 anos sendo igualmente movidas pelas imagens e a história que colocamos em sua frente. Isso nos tocou mais do que em filmes nos quais trabalhamos antes.

Mega Curioso: O contraste entre a atmosfera fantástica do Ártico e a desolação das paisagens, causadas pelo derretimento das geleiras, é algo angustiante. Houve alguma intenção por trás dessa apresentação? Poderia isso ser o choque de realidade causado pelo impacto das mudanças climáticas na região?

Jeff Wilson: Não há dúvida de que Jeff e eu quisemos alcançar esse ponto. Como dissemos, ao longo de 20 anos, houve uma mudança significativa. A quantidade de gelo marinho e como ele derrete rapidamente é uma mudança drástica. E essa é uma das razões para querermos fazer o filme.
As pessoas falam muito sobre mudanças climáticas, mas na verdade como você vê isso? Como você enxerga isso? E um dos principais privilégios de trabalhar na Ártico é que você pode ver por meio dos olhos de um urso polar e de suas lutas como é possível suportar tudo para lidar com este mundo em mudança.

A Ursa Polar: fique de olho

A Ursa Polar irá ao ar ainda neste mês e você terá acesso a uma análise completa do filme aqui no Mega Curioso. Fique de olho em nossas redes sociais e não deixe de acompanhar tudo sobre um filme que certamente vai comover todos os espectadores.

More in Fatos&Fatos.com