A baleia assassina é tão mortal quanto dizem? Ela come humanos?

Quem assistiu à série de filmes Free Willy, provavelmente, já sabe que a baleia retratada nas aventuras é uma orca. Aliás, muita gente se pergunta até hoje como um animal tão fofo quanto o mostrado nos filmes pode ganhar um apelido tão negativo como o de baleia assassina.

Mas será mesmo que as orcas são tão mortais assim?

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Grandes e excelentes caçadoras

Curiosamente esse animal tende a considerar o homem como algo amigável.  Existem algumas teorias para isso. 

Alguns tratadores e especialistas em orcas dizem que, para uma baleia assassina, não temos nenhuma semelhança com suas presas. 

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Outra ideia é de que o sabor da carne humana é pouco interessante para seu paladar

Mas mesmo que tais explicações ainda careçam de estudos não chegam a ser tão estranhas quando consideramos que esses animais são muito sociáveis e inteligentes.

Um exemplo disso, é que as orcas contam com um complexo sistema de sons para comunicação e usam a ecolocalização para caçar suas presas.

Então, por que as orcas são chamadas de baleias assassinas?

O termo baleia assassina existe há séculos, embora algumas pessoas acreditem que ele tenha a ver com ataques aos seres humanos

Alguns pesquisadores dizem que pescadores espanhóis que viram de perto o comportamento predatório desse animal no oceano foram os responsáveis por cunhar o termo. 

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

No que diz respeito aos seres humanos é interessante esclarecer que os registros fatais são poucos, sendo que temos conhecimento de apenas quatro nas últimas décadas.

A maioria desses raríssimos ataques envolveram orcas fora de seu habitat. Por exemplo, as criadas em parques ou zoológicos. Um desses casos foi a orca Tilikum que matou a sua tratadora, Dawn Brancheau, em um parque temático de Orlando, EUA, em 2010.

Para especialistas que estudam esses animais marinhos, uma das principais razões de uma baleia assassina atacar um humano nesses ambientes é o estresse que o animal precisa suportar. 

Veja bem, o bicho fica preso em um mesmo tanque por décadas até sua morte, precisa agir como se fosse um artista e, como se isso não bastasse, a orca pode se sentir isolada, especialmente por estar afastada da família.

Até hoje, existe apenas um registro de uma baleia assassina atacando um humano na natureza.

Por outro lado, se observarmos o comportamento das orcas em seu ambiente natural o apelido até se justifica, visto que são muito propensas a caçar e matar violentamente a maioria dos animais marinhos de tamanho considerável.

(Fonte: Shutterstock/ Reprodução)(Fonte: Shutterstock/ Reprodução)

O cardápio de uma baleia assassina é muito diverso, contendo peixes, leões marinhos, focas, pinguins e até algumas espécies de golfinhos, mas isso é raro, já que os parentes menores das orcas são muito mais rápidos que elas. 

Mas como são inteligentes e trabalham bem em grupo podem matar até baleias maiores, a exemplo do caso registrado em 2019 na região de Bremer Bay, Austrália, quando um grupo de orcas se uniu e matou uma baleia azul adulta, um animal que pode chegar até 24 metros de comprimento, enquanto uma baleia assassina atinge, no máximo, 9 metros.

More in Fatos&Fatos.com