7 fatos sobre a mortadela que você talvez não saiba

Depois da margarina ou da manteiga, talvez a mortadela seja um dos acompanhamentos mais populares no pão de muitos brasileiros. É mais um daqueles casos em que não existe meio-termo, ou você ama, ou odeia. Independentemente de qual seja o seu time, não podemos ignorar o fato de que essa iguaria tem muita história e curiosidades relacionadas a sua trajetória.

Pensando nisso, o Mega Curioso separou a seguir algumas curiosidades sobre um dos frios mais conhecidos em diversos lugares do globo. Confira:

1. Origem

Há relatos de que a mortadela surgiu cerca de 2 mil anos atrás ainda no Império Romano. Na época, ela era oferecida como uma das iguarias no banquete dos imperadores, e um historiador romano conhecido como Plínio, o Velho, revelou que Otávio Augusto era fã do embutido.

2. Chegada ao Brasil

Se a mortadela já existe há vários séculos em alguns lugares do globo, o mesmo não pode ser dito do Brasil. Por aqui, o produto começou a dar as caras no comércio apenas no século XX, e era bastante comum encontrá-la para venda em açougues que eram administrados por imigrantes e descendentes de italianos nos bairros centrais de São Paulo.

Apesar de ser um item antigo, a mortadela só chegou ao Brasil no século 20. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)Apesar de ser um item antigo, a mortadela só chegou ao Brasil no século 20. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

3. Sanduíche famoso

Por falar em São Paulo, o estado é comum por oferecer o famoso sanduíche de mortadela no Mercado Municipal de São Paulo. O lanche foi criado em 1933 no Bar do Mané e acabou conquistado sua fama no final de 1970. O motivo? Os clientes reclamavam tanto da falta de recheio do prato que um dia ele resolveu colocar 200 gramas de mortadela no pão de um dos fregueses. Resultado: fez tanto sucesso que outras pessoas procuravam o lugar querendo um lanche exato como o feito anteriormente.

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

4. Origem do nome

Não há um registro exato de quando o nome mortadela surgiu, mas alguns relatos apontam que a palavra se originou do latim, mais especificamente da palavra “myrtata”, que seria uma carne temperada com pedaços de uma planta conhecida como “mortella”. Entretanto, o momento exato em que o produto começou a ser chamado assim permanece um mistério.

5. A melhor mortadela

A região da Bolonha carrega a fama de produzir a melhor mortadela do mundo. Curiosamente, no século XVIII a cidade chegou até a tentar uma espécie de acordo de exclusividade para produzir a iguaria, algo que acabou não vingando e permitindo que vários locais pudessem continuar com suas produções.

6. Madrinha da mortadela

Um dado curioso é que a atriz italiana Sophia Loren passou a ser considerada “madrinha” da mortadela por conta do filme La Mortadella. Nessa película de 1971 ela interpreta uma garota italiana proibida de entrar nos Estados Unidos ao ser barrada no aeroporto de Nova York por carregar uma mortadela (algo que não podia acontecer no país do Norte naquela época), e por conta disso acabou ganhando o título mencionado acima — ainda que de maneira indireta.

7. Do que é feita?

Muito se fala sobre os itens usados na composição da mortadela, então traremos aqui o que está contido no produto convencional que encontramos em diversos supermercados e até mesmo em açougues. A versão conhecida como tradicional do produto tem uma proporção variável que gira em torno de 70% carne bovina, 30% carne suína, além de temperos.

De acordo com o Ministério da Agricultura, a mortadela é um “produto cárneo industrializado, obtido de uma emulsão das carnes de animais de açougue, acrescido ou não de toucinho, adicionado de ingredientes, embutido em envoltório natural ou artificial, em diferentes formas, e submetido ao tratamento térmico adequado”. Existe também versões mais específicas, como de carne de aves, que têm sua composição alterada da versão “padrão”.

More in Fatos&Fatos.com