6 fatos que comprovam o fascínio da humanidade por olhos

O olho humano carrega um forte simbolismo em diferentes culturas mundo afora, e até os dias atuais é possível encontrá-lo com diferentes representações, desde mitos, lendas e superstições. Vamos tratar aqui de 6 exemplos que demonstram como a humanidade é fascinada pelos olhos. Acompanhe.

1. Olho grego

(Fonte: Reprodução/BBC)(Fonte: Reprodução/BBC)

Um dos objetos mais utilizados por pessoas que desejam afastar forças malignas, o olho grego (conhecido em alguns lugares como olho turco), uma imagem de olho azul-cobalto, é encontrado em várias regiões. Esse amuleto é destinado a afastar uma maldição passada por meio de um olhar malicioso, provocado por inveja.

Sua origem, acredita-se, seja na Grécia ou Roma antigas, mas o conceito de mau-olhado encontra repercussão em outros lugares do mundo, como o “olho gordo” no Brasil e o “mal de ojo” no México. A representação mais comum dele já entrou para a cultura popular, chegando, até mesmo, às passarelas de grandes marcas do mundo da moda.

2. Olho de Hórus

(Fonte: Reprodução/Significados)(Fonte: Reprodução/Significados)

O Olho de Hórus é um símbolo surgido no Egito antigo, que teria sido criado para reproduzir o olhar de Hórus, um dos principais deuses egípcios. Ele é composto por partes de um olho, como pálpebras, íris e sobrancelha, mas possui lágrimas como um elemento adicional.

O símbolo representa força, poder, coragem, proteção e saúde, enquanto as lágrimas remeteriam à dor na batalha em que o deus egípcio perdeu o olho. Presente em diferentes culturas mundo afora, é considerado um amuleto de sorte e proteção.

3. Daruma

(Fonte: Reprodução/Segredos do Mundo)(Fonte: Reprodução/Segredos do Mundo)

Muito popular no Japão, as bonecas Daruma são um amuleto cujos grandes olhos saltam à vista de quem quer que as veja. Na cultura local, é visto como um amuleto de boa sorte e um lembrete dos objetivos que você possa ter na vida.

Ele representaria Bodhidharma, um monge indiano que fundou o Zen Budismo, e durante seu processo de iluminação budista teria arrancado as pálpebras para não dormir enquanto meditasse.

No Japão, o boneco é oferecido com presente, mas sem pintura dos olhos, que é de responsabilidade de quem ganha o Daruma, que deve fazer um pedido enquanto pinta.

4. Olho de Shiva

(Fonte: Reprodução/IGEC)(Fonte: Reprodução/IGEC)

Para o hinduísmo, Shiva é um dos principais deuses, considerado o criador do ioga. Representado por uma figura masculina, que aparece sentada na posição de lótus, possui quatro braços e, na testa, um terceiro olho, chamado de Olho de Shiva. Esse olho simbolizaria a inteligência e o fogo destrutivo da renovação.

Na cultura indiana, as mulheres utilizam um enfeite chamado bindi no centro da testa, representando o terceiro olho. Acreditasse que elas são mais sensíveis, tendo maior facilidade para abrir o terceiro olho. Na cultura ocidental, seria o equivalente da intuição feminina. Os homens fazem a pintura tilak no mesmo lugar, apenas em cerimônias propícias.

5. Olho da Providência

(Fonte: Reprodução/BBC)(Fonte: Reprodução/BBC)

Também chamado de “o olho que tudo vê, o Olho da Providência é um símbolo com diferentes interpretações, mas muitas teorias da conspiração. De origem cristã, foi encontrado em muitas pinturas da Renascença, no século XVI, como uma maneira de representar Deus.

Há quem o defina como a personificação da benevolência divina, o que confirmaria que sua invenção era mostrar como Deus mantém vigilância sobre a humanidade. Não se sabe quem o inventou, mas a inspiração viria do Olho de Hórus, um dos primeiros símbolos a utilizar um olho isolado.

6. Os Olhos de Santa Luzia

(Fonte: CNBB)(Fonte: CNBB)

Santa protetora dos olhos, Luzia é famosa por sua apresentação com um prato contendo um par de olhos. Há uma outra representação de Santa Luzia em que, ao invés dos pratos, os olhos são ramos de palmeira.

Historiadores afirmam que isso faria referência à perda dos olhos durante a vida, mas há quem defenda que a origem dos Olhos de Santa Luzia estaria em que a própria teria os arrancado, para diminuir os anseios de um pretendente que afirmava que eles eram belos.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.