5 pontos para entender o Jogo do Bicho

Tramita no Senado uma proposta que visa legalizar jogos de azar no Brasil, presentes em cassinos, bingos, corrida de cavalos e outras modalidades. O projeto inicialmente pleiteava apenas a legalização do Jogo do Bicho, uma loteria informal presente em todo país, inventada em 1892.

Ainda que continue sendo uma prática ilegal e seja historicamente ligada ao crime organizado, o Jogo do Bicho segue sendo extremamente popular no país, mesmo passados 130 anos de sua criação. Neste texto, contamos a história dessa famosa loteria e explicamos seu funcionamento.

1. Por que os números são associados a bichos?

(Fonte: Reprodução)(Fonte: Reprodução)

O Jogo do Bicho foi uma criação do barão João Batista Drummond, com o objetivo bem mercadológico, ele queria atrair visitantes ao zoológico da Vila Isabel (Rio de Janeiro). A ideia dele foi fazer uma rifa que premiasse os visitantes. 

Todo dia, pela manhã, ele escolhia a imagem de 1 entre 25 animais e a colocava em uma urna. Quando entravam no zoológico, os visitantes recebiam um bilhete que tinha um dos bichos estampados. No final do dia, quem tivesse a entrada com o bicho que estava na urna ganhava um prêmio em dinheiro. O jogo fez muito sucesso e só foi proibido 5 anos depois.

2. A popularização do jogo

(Fonte: Mais Goiás)(Fonte: Mais Goiás)

A ideia do barão deu muito certo, e os bilhetes começaram a ser vendidos não apenas no zoológico, mas em lojas espalhadas pela cidade. O prêmio pago ao ganhador, que era de 20 vezes o valor do bilhete, era uma verdadeira bolada para a época. Para se ter uma ideia, isso significava para alguns trabalhadores receber mais do que o seu ordenado mensal. 

O cientista político Danilo Freire, que estudou o Jogo do Bicho em seu doutorado, explicou, em entrevista à BBC, que a popularização da loteria se deve a alguns fatores.

O primeiro foi a população urbana crescente no Rio de Janeiro no século XIX, o que significou uma grande camada da população desempregada ou com subempregos — realidade acentuada pela abolição da escravatura.

Outro fator foi um grande fluxo de imigrantes na cidade, o que fomentou o comércio. E o último era a existência de um sistema judicial fraco, poia não havia mecanismos para repreender de fato o jogo ilegal.

3. Como funciona o jogo?

(Fonte: UOL/Net Bet)(Fonte: UOL/Net Bet)

Curiosamente, o jogo não mudou muito depois de 130 anos de sua invenção. Ele funciona a partir de uma lista de 25 animais organizados por ordem alfabética — o primeiro é o avestruz e o último é a vaca. Cada animal corresponde a quatro números. 

O apostador escolhe um bicho e aguarda o resultado da Loteria Federal. O número sorteado corresponde aos dois últimos números do milhar — e, assim, quem aposta no número correspondente dos animais ganha o prêmio. O valor varia de acordo com quanto a pessoa apostou.

4. O jogo do bicho na cultura popular

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Mesmo para quem nunca jogou, essa loteria se tornou tão popular que já faz parte do imaginário coletivo. Algumas expressões do jogo se tornaram corriqueiras — como falar “zebra” quando algo dá errado (porque a zebra não está no jogo).

A expressão “fazer uma vaquinha” também tem origem nesse jogo. Na década de 1920, quando os jogadores de futebol ainda não recebiam salários, a torcida do Vasco resolveu arrecadar dinheiro para motivar os atletas. O prêmio dependia do placar da partida e foi inspirado nos números do jogo do bicho.

Um empate valia 5 mil réis, ou seja, um “cachorro”, de acordo com o jogo. A recompensa mais alta era a de 25 mil réis, dada em conquistas de títulos, o que correspondia a uma “vaca”, já que esse era o animal de número 25.

5. Um jogo errado que deu certo

(Fonte: Metrópoles)(Fonte: Metrópoles)

Uma dúvida recorrente nas pessoas é sobre a idoneidade do Jogo do Bicho: se muitos dos seus chefões são contraventores, por que as pessoas acreditariam que vão receber o dinheiro? 

O cientista político Danilo Freire explica que a loteria se consolidou em cima de reputação de honestidade: quem ganha sempre recebe corretamente. Essa confiança veio a partir de alguns mecanismos, como a exibição dos resultados do jogo à vista de toda a população (colados em postes, por exemplo), pagamentos sempre em dia e uma padronização do valor do pagamento. Por norma, o prêmio pago ao ganhador é sempre 18 vezes mais do que ele apostou.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.