5 curiosidades chocantes sobre eclipses lunares

Você sabe o que é um eclipse lunar? Esse fenômeno ocorre quando a Lua atravessa a sombra da Terra e adquire uma coloração avermelhada. Inclusive, essa ocasião especial só pode acontecer quando a Lua está em fase cheia. Nos tempos antigos, os eclipses eram considerados assustadores para algumas pessoas, principalmente porque muitas civilizações usavam a Lua e o Sol para contar o tempo e as estações. 

Logo, quando a aparência de um dos astros mudava por completo, ninguém sabia o que esperar. E se você acredita que esse é o único fato bizarro existente sobre os eclipses lunares, você está bastante enganado! Confira a lista com cinco curiosidades chocantes a respeito desse fenômeno.

Leia também: 5 mistérios incríveis não desvendados sobre a Via Láctea

1. Frequência dos eclipses lunares

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Até agora, no século XXI, já aconteceram 85 eclipses lunares. Dependendo da região do planeta em que você estiver, é possível ver esse fenômeno acontecendo entre 40 e 45 vezes a cada 2 ou 3 anos. Em comparação, o eclipse total do Sol ocorre, em média, uma vez a cada 375 anos.

A disparidade entre os dois tipos de eclipse se dá muito pelo diâmetro da sombra dos dois astros. Como a Terra é consideravelmente maior que a Lua, torna-se muito mais fácil gerar uma sombra grande o suficiente para bloquear a passagem de luz solar para seu satélite natural.

2. Queda de temperatura

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Quando a sombra da Terra varre a paisagem lunar, as temperaturas do satélite caem radicalmente. Esse enorme choque térmico pode fazer com que algumas rochas lunares se desintegrem e quantidades de gás escapem de dentro da Lua. Porém, se o eclipse ocorrer quando o Sol estiver alto no céu lunar, a queda da temperatura é ainda mais rápida.

Em 1971, pesquisadores registraram uma diminuição de temperatura de 75,7?°C para -102,1?°C, em um período de apenas 10 a 30 minutos, em dois locais onde o voo espacial Apollo 12 havia aterrissado. 

3. Tipos de eclipse lunar

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Um eclipse lunar pode ser total, parcial ou penumbral. O primeiro ocorre quando a sombra da Terra toma completamente conta da Lua, enquanto o parcial é o nome dado para os eclipses que a sombra só ocupa parte do satélite natural do nosso planeta. O eclipse penumbral, no entanto, é mais imperceptível.

Essa terceira vertente ocorre quando a sombra externa mais clara da Terra (penumbra) cobre a Lua, o que faz com que muitas vezes esse fenômeno passe despercebido por observadores casuais do céu.

4. Lua vermelha

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Durante um eclipse lunar, é comum que o satélite da Terra seja chamado de “Lua de sangue” por conta da coloração avermelhada que adquire. A razão por trás dessa mudança de cor é a maneira como a luz é refratada na atmosfera do planeta. Esse fenômeno é chamado de Dispersão de Rayleigh.

Inclusive, esse é o mesmo motivo pelo qual o Sol nasce e se põe em uma coloração mais avermelhada. A cor exata da lua também é influenciada pelas partículas na atmosfera da Terra no momento do evento. 

5. Limite de tempo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

É de se pensar que um eclipse lunar não dura para sempre, mas de quanto tempo estamos falando? De acordo com o Museu Marítimo Nacional de Londres, esse fenômeno não pode durar mais que 3 horas e 40 minutos. Além disso, um eclipse lunar total não tem mais que 1 hora e 40 minutos. 

Como a Terra tem uma sombra em formato de cone, a duração do evento depende muito de onde a lua está viajando dentro da sombra.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.