4 razões pelas quais a proteína vegetal é mais saudável que a animal

Muita gente que pensa em se tornar vegetariano têm receio que a nova dieta seja menos rica em proteínas, que provêm principalmente da carne, do leite e dos ovos. Mas o que nem sempre se sabe é que isso é uma ilusão: há uma espécie de “preconceito” que envolve as proteínas vindas de vegetais.

O fato é que essas proteínas vegetais, segundo constatado por pesquisas, são mais saudáveis do que aquelas vindas dos bifes. Isso não quer dizer que, necessariamente, você deve extinguir a carne vermelha do seu cardápio (a não ser, claro, que este seja o seu desejo), mas que você deveria sim considerar reduzir este tipo de proteína e turbinar os vegetais presentes no seu prato. Neste texto, vamos dar 4 motivos pelos quais você deve pensar mais sobre isso.

1. A proteína vegetal tem mais nutrientes e fibras

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

A carne, sem dúvida, tem muitos nutrientes: aminoácidos importantes e vitaminas como B5, B6, B7, A e K. Mas se você trocar toda essa proteína animal por uma dieta rica em proteínas vegetais (como nozes, sementes e feijão), não perderá nada. O único porém é a vitamina B12, que a maior parte das plantas não consegue produzir. Você pode complementar essa vitamina consumindo algas comestíveis e cereais fortificados.

Nutricionistas afirmam que as proteínas existentes em plantas são mais saudáveis que as provindas da carne. Se for comparar um quilo de cada uma das proteínas, as de origem vegetal vencem em dois fatores: têm mais nutrientes em menos calorias e são ricas em fibra.

2. Hábitos mais saudáveis

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Pesquisas compararam consumidores dos dois tipos de proteínas (vegetal e animal), contrapondo também outros fatores relativos à sua vida, como classe socioeconômica, hábitos de exercício e peso. Eles concluíram que as pessoas que baseiam sua alimentação em plantas tendem a viver mais e com mais saúde: costumam ter menos câncer e menos doenças cardiovasculares.

Outra descoberta: as pessoas que comem proteínas vegetais também costumam ir ao médico com mais regularidade e, por isso, recebem cuidados preventivos. É claro que esses dados não são absolutos (nada impede que um vegetariano tenha péssimos hábitos de vida), mas mapeiam uma tendência estatística de comportamento.

3. Carnes contêm mais gordura saturada

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Além da proteína, as carnes também têm muita gordura — é ela que adiciona aquele gosto delicioso do seu bife. Mas essa gordura deliciosa é a mesma que pode entupir as artérias do seu coração.

Já as proteínas vegetais têm menos gordura saturada e colesterol. E se você não entende qual é o risco da gordura saturada, aqui vai a explicação: ela é aquela gordura que, em temperatura ambiente, se torna sólida, contribuindo para as doenças do coração (nesse quesito, só perde em malignidade para a gordura trans) porque aumenta os níveis de colesterol no sangue.

4. A carne vermelha processada (e grelhada!) é cancerígena

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

As carnes vermelhas processadas (com bacon e salsicha) têm propensão a causar câncer — especialmente o câncer colorretal, de pâncreas e de próstata. Este é um alerta dado por um longo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), que chegou a pontuar que há cerca de 50 mil casos anuais de câncer gerados pelo consumo excessivo da carne.

Não adianta também imaginar que a carne grelhada é mais saudável, pois ela tem compostos cancerígenos — como aquelas marcas de carvão que ficam na peça durante um churrasco. De todo modo, se você é carnívoro, não precisa se apavorar: a recomendação dos nutricionistas visa muito mais o equilíbrio na alimentação, ou seja, a redução do consumo excessivo da carne, do que a total retirada desse alimento na sua rotina.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.