fbpx

4 aranhas surpreendentemente lindas

Se você é do tipo de pessoa que simplesmente morre de pavor de aranhas, aqui vai um aviso: esse texto não foi feito para você. Agora, se, por outro lado, você cresceu sendo um obcecado pelos aracnídeos, admirador das histórias do Homem-Aranha ou um simples amante do mundo curioso da biologia, você chegou ao lugar certo.

Nós separamos quatro das aranhas mais incríveis e bonitas do mundo todo para você se impressionar e conhecer um pouco mais sobre esses seres curiosos. Se liga só!

1. Aranha-caranguejo brasileira

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

As aranhas Epicadus heterogaster são um gênero de aranhas-caranguejo viventes no Brasil. Conhecidas por possuírem às duas pernas da frente mais longas e arqueadas para frente ao invés de para baixo, essa espécie se parece muito com um caranguejo.

Costumam se esconder na natureza em flores que combinem com suas colorações — que variam entre branco, amarelo e roxo durante a juventude. Já na fase adulta, as Epicadus podem refletir luz ultravioleta para atrair suas presas, imitando os efeitos das flores para chamar a atenção de insetos polinizadores.

2. Tarântula-Safira

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Conhecidas pela sua brilhante cor safira, as Poecilotheria metallica são uma espécie de tarântulas no sul da Índia em 1899 e chegou a estar desaparecida por 100 anos. Em 2001, foram redescobertas em uma floresta do país e desde então figuram entre as favoritas pelos amantes de aranhas.

Apesar de não serem letais para os seres humanos, essas tarântulas são extremamente rápidas, agressivas e seu veneno pode gerar diversos efeitos negativos para o corpo. Na natureza, escondem-se em árvores para emboscar suas presas.

3. Aranha saltadora Chrysilla

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

A Chrysilla lauta é uma espécie de aranha saltadora tão magnífica e minúscula que, em 130 anos de seu descobrimento, pouco foi possível pesquisar sobre sua existência. Muito rara e medindo apenas poucos milímetros, os cientistas até hoje não conseguiram entender para o que serve sua coloração chamativa e tão menos sabem como se parece uma fêmea do gênero.

O mistério só a torna ainda mais especial dentro dessa lista.

4. Macracantha arcuata

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Com um belo par de chifres na região do abdômen, as fêmeas da espécie Macracantha arcuata não utilizam suas antenas para se comunicar com outras aranhas. Acredita-se que essa ferramenta é utilizada para amedrontar seus predadores.

Podem ser encontradas facilmente pelas florestas no sul da Ásia, mas também podem ser vistas no sul dos Estados Unidos após uma série de migrações acidentais. 

More in Fatos&Fatos.com