3 tradições de casamento e a história por trás delas

O casamento costuma ser um momento extremamente especial na vida de muitas pessoas. É a hora que o casal decide juntar as escovas e celebrar sua relação amorosa em frente de amigos e familiares. Porém, vale ressaltar que um casamento requer muita organização e cumprir alguns requisitos pré-estabelecidos que às vezes nem entendemos muito bem por que existem.

Afinal, qual a razão das noivas casarem de branco? Por que os homens precisam se ajoelhar na hora de fazer o pedido de casamento? Ou então, qual a lógica de usar o anel de casamento no quarto dedo da mão direita? Se você também não sabe a resposta para essas perguntas, nós vamos nos aprofundar nessas tradições durante os próximos parágrafos. Olha só!

1. Vestido branco

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Por mais que os vestidos brancos tenham se tornado quase que uma regra nos casamentos, isso nem sempre foi uma tendência. Porém, tudo parece ter mudado quando a rainha Victoria fez sua cerimônia usando uma peça de roupa dessa coloração em seu casamento o príncipe Albert em 10 de fevereiro de 1840. 

A noiva real  por um vestido de renda branca e cetim de seda desenhado por ela mesma. Na época, aristocratas do Reino Unido desaprovaram a escolha da cor pelo fato do branco representar historicamente o luto no país. A tendência daquela geração era que os vestidos reais fossem da cor vermelha.

Depois que o choque causado pelo vestido passou, lentamente os vestidos de noiva brancos foram se tornando moda. Logo, a coloração virou sinônimo de pureza, inocência e de um coração imaculado. Posteriormente, Victoria também deixou de ser a única mulher da realeza a ter utilizado um vestido branco na história. 

2. Pedido de casamento ajoelhado

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Se você está considerando pedir alguém em casamento, não esqueça de ficar de ajoelhado antes de mostrar o anel. Essa é uma tradição de noivado bem comum ao redor do mundo e considerada parte da etiqueta pré-casamento. Mas será que você faz ideia de qual o motivo disso ser uma necessidade?

Embora não existam muitas informações históricas sobre o porquê de ajoelhar-se ter se tornado uma tradição, a teoria mais aceita é que essa era uma tendência dos tempos medievais. Naquela época, cavaleiros precisavam se curvar diante das nobres e também era um protocolo para cerimônias e rituais — incluindo as românticas.

Além disso, ficar de joelhos também é uma demonstração de respeito pelo futuro cônjuge, colocando o propositor em uma postura de submissão. Normalmente, a “regra” diz que o interessado deve fazer a proposta com o joelho esquerdo no chão e usando a mão direita para revelar o anel. Mesmo assim, não é nem um crime inverter os papéis.

3. Posição do anel

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Após o tão aguardado “aceito” no altar, os casais devem trocar alianças e colocá-las no quarto dedo da mão esquerda um do outro, e esse pode ser um verdadeiro mistério para muitas pessoas. E qual o motivo do dedo anelar ser o escolhido? Na cultura ocidental, esse é o dedo visto como sinalizador de amor e de relacionamento — seja na mão esquerda ou direita.

Os primeiros anéis de compromisso datam para o Egito Antigo, visto que arqueólogos encontraram evidências de que as noivas já usavam esse tipo de artefato representados em hieróglifos. Nos tempos antigos, pensava-se que havia uma veia no dedo da mão esquerda que corria direto para o coração.

Como o coração sempre foi considerado o centro de nossas emoções, logo essa era uma forma romântica de compartilhar essa conexão com nossos amados. Posteriormente, a ciência descobriu que essa veia nunca existiu de verdade, mas a tradição continuou existindo do mesmo jeito. 

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.