3 grandes matemáticos árabes que revolucionaram a ciência

A ciência pode ser até um campo intelectual global, mas muito do que conhecemos na modernidade se deve às raízes árabes do século XII ao XVII, quando pesquisadores europeus referenciavam frequentemente textos islâmicos em seus principais trabalhos. 

Al-Khwarizmi, por exemplo, foi um revolucionário que viveu entre os anos 780 e 850 e criou a ideia de que é possível representar qualquer número desejado com apenas 10 símbolos simples — passando a ser considerado o pai da álgebra. E sem álgebra não teríamos matemática. Porém, engana-se quem pensa que ele foi o único árabe com grandes contribuições para esse campo. Veja só três personagens do mundo islâmico que fizeram importantes descobertas para a ciência!

1. Al-Batani

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

Al-Batani, como é conhecido no Ocidente, foi responsável por resgatar a ciência grega e latina com suas traduções, além de recuperar o melhor da ciência já produzido pelos indianos. Graças a ele, astronomia e matemática puderam sem postas em um mesmo campo de estudo pela primeira vez.

Por exemplo, ele ajudou a determinar precisamente que um ano havia 365 dias ainda no final do século IX. Se Copérnico ganhou a fama por defender que a Terra girava ao redor do Sol, todo seu trabalho havia sido baseado no astrônomo Machometi Aracenfis, que era um dos nomes usados pelo grande Al-Batani. 

Ele nasceu em 856 perto de Urfa, na Síria, e morreu no ano de 929, no Iraque. Seu trabalho acabou não se tornando muito conhecido no Ocidente pois os textos nunca foram de fato traduzidos para o latim. Mesmo assim, é possível ver que Al-Batani foi revolucionário em várias camadas da ciência.

2. Abu Kamil

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

No Egito, Abu Kamil Schudscha ibn Aslam ibn Mohammed — ou simplesmente Abu Kamil —, tornou-se o grande calculista egípcio. Foram 80 anos de vida e diversos trabalhos matemáticos deixados para trás. A principal delas talvez seja um tratado de álgebra, que teve seu texto original em árabe perdido no tempo.

Mesmo assim, traduções em latim e hebraico sobreviveram. Nelas, é possível ver que Abu Kamil solucionava equações de segundo grau de maneira geométrica inspirando na obra Os Elementos, de Euclides. Pouco se sabe a respeito da vida pessoal do matemático, mas sua importância no campo da álgebra é altamente compreendido.

Segundo estudiosos, Abu Kamil teria sido um dos sucessores imediatos de Al-Khwarizmi (começo do texto) e até mesmo se tornado referência para os trabalhos de Fibonacci. Sendo assim, teve um papel importante não apenas com a álgebra árabe, mas também porque ajudou na introdução do tema na Europa.

3. Al-Hazém

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Abu Ali al-Hasan ibn al-Hasan ibn al-Haytham, cujo nome em português é Al-Hazém, não só era um importante matemático árabe como também se dedicou à física, mecânica, astronomia, filosofia e medicina. Nascido no Iraque em 965 e falecido no Egito em 1040, ele foi um dos cientistas mais famosos do Cairo e era até mesmo chamado de “Segundo Ptolomeu” pelos eruditos árabes. 

Entre seus destaques, acabou ficando conhecido como pai do método científico moderno, desenvolvendo a metodologia de que toda hipótese deve ser comprovada por experimentações. Além disso, ele foi um dos primeiros matemáticos árabes a estudar com sucesso equações de nível mais complexo que o segundo grau. 

Para se ter ideia, Al-Hazém resolveu geometricamente uma equação de terceiro grau 1.200 anos antes de Arquimedes explicar esse conceito na sua obra Sobre a Esfera e o Cilindro. Por fim, também fez importantes contribuições no campo teórico, deixando um trabalho sobre números perfeitos para trás e desenvolvendo a geometria elementar.

More in Fatos&Fatos.com

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2020 powered by fatos&fatos.com.